Bravíssimo | Tania Alves por Fernando Cardoso

Publicado em: 13/02/2014

Introdução do livro “Tania Maria Bonita Alves”, de Fernando Cardoso, para a Coleção Aplauso (Leia a obra na íntegra)


 

Minha paixão pela atriz Tania Alves começou quando a vi na minissérie Lampião e Maria Bonita. Tudo nessa produção era ótimo e a atuação dela, inesquecível. Difícil dissociar Maria Bonita de Tania Alves. Depois disso, enfrentei as filas dos cinemas para ver Parahyba Mulher Macho e descobri que, além de ótima atriz, Tania é excelente cantora. Cada vez mais encantando, acompanho sua carreira desde então.

 

O tempo passou, virei produtor de teatro e, numa excursão pelo Sul, mais especificamente em Porto Alegre, tive a felicidade de ficar no mesmo hotel em que ela estava hospedada. Descobri o apartamento, liguei me apresentando e a convidei para a peça. Ela não podia, tinha show no mesmo dia e me convidou. Eu fui e comprovei no palco o talento dessa artista de múltiplas possibilidades. 

 

Um ou dois anos mais tarde, eu estava trabalhando na Rede Globo. Fiz um novo convite a Tania. Dessa fez para um papel na série Retrato de Mulher da qual eu era assistente de direção. Ela adorou a ideia, mas sua agenda de shows era uma loucura. Ainda não estávamos na era do telefone celular e tínhamos grandes dificuldades de comunicação. Ela me ligava de cidades que eu nunca tinha ouvido falar. Eita mulher que trabalha! Que viaja!! 

 

Não deu certo, mas fomos criando vínculos, amizade… Continuei comprando seus discos, indo aos seus shows e peças… Até que tive o enorme prazer de dirigi-la no show Palavra de Mulher, ao lado de Lucinha Lins e Virgínia Rosa, espetáculo que inaugurou o Teatro Cosipa Cultura (hoje Teatro Cleyde Yáconis) em março de 2008 na cidade de São Paulo. Tania é precisa e disciplinada. Quando está em cena, passa segurança ao diretor. Uma certeza de que se alguma coisa der errado com a luz, com o som, com o figurino, ou o que quer que seja, ela vai tirar de letra. E tira! É um grande prazer trabalhar com ela. E também foi um grande prazer entrevistá-la para escrever este livro. 

 

Tania foi sincera, aberta para falar sobre qualquer assunto, paciente e muito generosa. Nossas primeiras conversas foram gravadas em Friburgo, no Spa Maria Bonita. Fiquei lá três dias sendo muito bem tratado, ouvindo histórias interessantes e remexendo o baú de fotos, matérias, críticas, entrevistas… Depois disso conversamos muitas vezes em São Paulo, onde Tania estava em cartaz com a peça Os Monólogos da Vagina e gravando uma novela na Rede Record. Nosso último bate-papo para este livro aconteceu em maio de 2009, no saguão de um hotel, também em São Paulo. 

 

Adorei esta experiência. Nunca me imaginei escrevendo um livro. Agradeço especialmente ao convite e à confiança de Rubens Ewald Filho, ao grande incentivo dos meus amigos Ana Paula Degobi Campos e Wilmar Ledesma e a minha querida amiga Ciça Corrêa, que revisou meu texto, me deu inúmeras dicas e me fez acreditar que fiz um trabalho digno. 

 

Tania, querida, espero que você goste. Obrigado por colocar sua vida em minhas mãos.

Relacionadas:

Bravíssimo | 18/ 12/ 2014

Bravíssimo | Nívea Maria por Mauro Alencar e Eliana Pace

SAIBA MAIS

Bravíssimo | 11/ 12/ 2014

Bravíssimo | Renato Consorte por Eliana Pace

SAIBA MAIS

Bravíssimo | 04/ 12/ 2014

Bravíssimo | Rosamaria Murtinho por Tania Carvalho

SAIBA MAIS