EN | ES

Bate-papo online com Fábio Assunção

Publicado em: 22/04/2015

O ator e diretor Fábio Assunção é o convidado do bate-papo online promovido pela SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco nesta quinta-feira (23), das 16h às 17h, aqui no portal.
 
Na conversa, ele falará sobre a segunda peça que dirige, “Dias de vinho e rosas”, atualmente em cartaz no Viga Espaço Cênico (Rua Capote Valente, 1323 – Pinheiros). A montagem do texto original de James Pinckney Miller foi adaptada para o teatro por Owen MacCafferty.
 
Participar do encontro virtual é muito simples: basta acessar www.spescoladeteatro.org.br na data e horário marcados.
 
Sobre o participante
Fábio Assunção nasceu na cidade de São Paulo, em 10 de agosto de 1971. Estudante de Publicidade, trocou a faculdade para fazer Artes Cênicas, na Fundação das Artes de São Caetano do Sul. Em 1990, foi convidado para fazer um teste na Rede Globo, no Rio de Janeiro, e ganhou um papel na novela “Meu bem, meu mal”, de Cassiano Gabus Mendes. Passou, então, a ser um dos galãs da emissora, estrelando novelas, como “O rei do gado”, “Força de um desejo”, “Celebridade”, “Paraíso tropical”, entre outras, e minisséries, como “Os maias” e “Dalva e Herivelto – uma canção de amor”.
 
No cinema, entre outros trabalhos, foi premiado por sua atuação em “Bellini e o demônio”, de Marcelo Galvão.
 
No teatro, atuou nas peças “A bruxinha que era boa”, de Maria Clara Machado, com direção de Zezé Bueno, em 1986; “Barrela”, de Plínio Marcos, direção de Jurandir Diniz Junior, em 1988; “Beijo no asfalto”, de Nelson Rodrigues, direção de Jurandir Diniz Junior, em 1988; “Estrelas da janela”, texto e direção de Fernando E. Kokocht, em 1989; “Blue jeans”, de Zeno Wilde e Wanderlei Bragança, direção de Wolf Maya, em 1991; “Bate outra vez”, de Ana Maria Nunes, direção de Eduardo Wotzik, em 1993; “Oeste”, de Sam Sheppard, direção de Marco Ricca, em 1995; “Paixão de Cristo”, em 1997; “Quem tem medo de Virginia Wolf?”, de Edward Albee, direção de João Falcão, em 2000; e “Adultérios”, de Woody Allen, direção de Alexandre Reinecke.
 
Em 2012, estreou como diretor em “O expresso do pôr do sol”. Atualmente, está em cartaz no Viga Espaço Cênico (Rua Capote Valente, 1323 – Pinheiros) com seu segundo trabalho como diretor, “Dias de vinho e rosas”, montagem de texto original de James Pinckney Miller e adaptação para o teatro feita por Owen MacCafferty.
 
Serviço
Bate-papo online com Fábio Assunção
Tema: “Dias de vinho e rosas”
Quando: Quinta-feira (23/04), das 16h às 17h

Relacionadas:

Bate-Papo Online | 22/ 06/ 2017

Lucienne Guedes participa do Bate-Papo Online desta quinta (22)

SAIBA MAIS

Bate-Papo Online | 23/ 06/ 2015

Bate-Papo Online com José Cetra Filho

SAIBA MAIS

Bate-Papo Online | 27/ 05/ 2015

Bate-Papo Online com Silvana Garcia

SAIBA MAIS