Aprendizes da SP Escola de Teatro dão depoimento sobre intercâmbio na Suécia

Publicado em: 18/08/2015

A parceria da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco com a Suécia segue com trocas muito intensas. Enquanto os professores Ulrika Malmgren e Matthew Allen ministram seus cursos na praça Roosevelt, dois aprendizes (Carol Rodrigues e Chico Guerra) estudam no país nórdico.

 

Eles embarcaram no dia 5 de agosto para Estocolmo. Ficaram alguns dias na cidade e foram até a Ilha de Fårö, onde farão um workshop de duas semanas com a francesa Ariane Mnouchkine, diretora do Théâtre du Soleil. Depois, voltam a Estocolmo para estudar Humor na Universidade das Artes de Estocolmo (Uniarts).

 

Eles contam pra gente suas impressões e um pouco da rotina dos primeiros dias de Suécia.

 

Carol Rodrigues

 

“Assim que chegamos em Estocolmo, fomos recebidos, eu e Chico, por Simon Norrthon, diretor do curso de atuação da Stockholm Academy of Dramatic Arts (SADA), e Klas Lagerlund, aluno do curso de atuação da SADA que fez intercâmbio na SP Escola de Teatro no ano passado. 

 

Eram sorrisos e abraços muito calorosos que pegaram de surpresa os dois brasileiros que pensaram estar chegando num país de pessoas ‘frias e distantes’. Partimos para deixar nossas coisas na nossa nova casa e tivemos Klas o dia inteiro para nos ajudar com tudo o que precisássemos.

 

No outro dia, fomos conhecer nossa escola pelos próximos três meses e conversar com Alejandro Bonnet, nosso professor no curso ‘Mime’. As instalações são surpreendentes, a todo o suporte que precisarmos teremos acesso: “Just ask!” (“Apenas pergunte!“),  disse Klas enquanto nos apresentava à escola.

 

No domingo, partimos para Fårö, uma pequena ilha situada ao Norte de Gotland, para o workshop com Ariane Mnouchkine e o Théâtre du Soleil. Depois de uma longa viagem com barco, ônibus, ferryboat chegamos em nosso hostel.  A tenda do workshop foi montada pela companhia no Bergmancenter, perto do lugar onde todos nós alunos estamos hospedados.

 

Primeiro dia de workshop e tudo parece suspenso no ar.  É  inacreditável a oportunidade que estamos tendo aqui. Estar à vista dos olhos de uma das maiores diretoras do teatro.  Existe tanta maestria em sua fala, nos aconselhando sobre imaginação, abandonar o ego,  transformar-se a si mesmo,  sentir compaixão, encontrar nossa criança perdida e acreditar. Com jogos simples de coro, corifeu e música, a magia aconteceu com cada um que esteve no palco e não pensou, apenas ouviu, sentiu, imaginou, viu e acreditou.

 

Depois de três dias de workshop nos foram apresentadas as máscaras da Commedia Dell’arte e as Máscaras Balinesas usadas pelo Théâtre du Soleil. Cada máscara é sagrada e tratada como tal pelos membros da companhia, amor acima de tudo e respeito. Ariane nos disse: ‘Agora os grandes mestres chegaram!’.  Sim. Implacáveis, fortes, rigorosos mestres chegaram e com eles a insegurança, o medo, a dificuldade, por isso Ariane nos aconselha o vazio, porém fértil, como o útero, é assim que se deixa a máscara fazer seu trabalho, o corpo do ator é apenas um instrumento e voilà: o teatro acontece! E eu diria que vai além…

 

Nenhuma mentira aqui resiste! Estamos entrando para segunda semana de workshop e a energia é monstruosa… A mais linda, incerta, desafiadora e simples energia. Pois todo o tempo somos provocados a enxergar e sentir o simples, o efêmero,  e aceitar que o erro é a maneira mais honesta de encontrar o acerto. “Actors are discoverers, not inventors” (“Atores são descobridores, não inventores“) disse Ariane e isso em mim está.” 

 
Chico Guerra
 
“Na segunda-feira, 10 de agosto, tivemos o nosso primeiro encontro com Ariane Mnouchkine aqui em Gotland. Muita expectativa para conhecer a famosa diretora responsável por uma das companhias de teatro de maior êxito do mundo.
 
O primeiro dia de trabalho pareceu muito simples, fizemos o jogo do corifeu, éramos vários grupos e o líder só precisava ouvir a música, seguir a música. Nas palavras de Ariane, o jogo é difícil porque é simples, e ao logo do dia pude concordar com ela. Tivemos o apoio de cinco atores do Théâtre du Soleil, todos estavam presentes o tempo todo para auxiliar a diretora: quando o jogo não ia bem, ela não precisava explicar nada, apenas fazia um sinal e eles já estavam na cena buscando soluções para o jogo. 
 
Já na primeira semana começamos a ter contato com as máscaras da Commedia Dell´arte. A cena é preparada quase como em um ritual: atrás da cortina amarela, há um camarim com muitos figurinos e acessórios, no palco as máscaras são expostas em uma mesa e só podemos nos aproximar delas posicionando nossos braços para trás, todo cuidado é pouco quando se lida com objetos de quase cinquenta anos de existência.
 
Fazemos o workshop com atores da Suécia, da Espanha, da Finlândia e da Colômbia. Todos são maravilhosos, todos têm dificuldades. Tem sido inspirador ver Ariane Mnouchkine dirigir e solucionar problemas com tanta maestria. Ela consegue enxergar além, consegue arrancar dos atores coisas que estão escondidas sabe-se lá onde. Não há espaço para melindres, temos que ouvir e fazer e tentar fazer o melhor possível.
 
Toda noite retornamos ao Bergmancenter para assistir a alguma peça do Soleil em DVD, recomendação de Ariane, assim podemos ter contato com a sua obra. Assistimos as peças na mesma tenda onde fazemos as aulas todos os dias, temos vivido em função dessa maravilhosa experiência que é fazer teatro.  
 
A primeira semana aqui na Ilha foi intensa, caótica, maravilhosa, estamos aprendendo o simples, estamos aprendendo a ouvir. Para mim tem sido uma loucura nervosa e deliciosa. O workshop acontece em francês, temos tradução para o sueco e alguém sempre senta do meu lado para traduzir para o inglês. É minha primeira semana na Suécia, então ainda penso em português. É insano.” 

Relacionadas:

Intercâmbio | 19/ 12/ 2018

Adaap lança edital de intercâmbio para a SP Escola de Teatro

SAIBA MAIS

Intercâmbio | 29/ 06/ 2018

Confira o resultado final do programa de Intercâmbio Nacional 1/2018

SAIBA MAIS

Intercâmbio | 25/ 06/ 2018

Confira os convocados para entrevistas de seleção do Intercâmbio Nacional

SAIBA MAIS