Amor quebra pedras do ódio: lições de Padre Julio Lancelotti e Lucas Penteado

Publicado em: 12/02/2021

Por Miguel Arcanjo Prado

Esta semana foi especial na Extensão Cultural da SP Escola de Teatro, com duas mesas que tocaram o coração de quem as acompanhou. Dois personagens que tomaram conta do noticiário nacional foram analisados por nossos convidados, de forma inteligente e acolhedora: o padre Julio Lancelotti e o ator Lucas Koka Penteado, que decidiu deixar o reality BBB21, o Big Brother Brasil na Globo. Tive a honra de mediar ambas as mesas e aprender muito em cada uma delas, assim como o público que as acompanhou.

É importante ressaltar aqui a colaboração de Rodrigo Barros na competente produção das mesas, assim como a transmissão digital atenta por Henrique Mello, além da comunicação por Luiza Camargo, do apoio de Margarete de Lara e Marie Ikonomidis, todos colaboradores da SP Escola de Teatro.

A primeira mesa, na última quarta, 10, reuniu a psicóloga Viviane Pistache, o roteirista e dramaturgo Mário Viana e o cineasta e realizador audiovisual Airo Munhoz, em uma conversa sobre a polêmica passagem de Lucas no reality show mais visto do país e seus inúmeros desdobramentos dentro e fora da casa. Temas importantes de serem debatidos como o acolhimento a quem precisa, o racismo e a bissexualidade estiveram entre os assuntos abordados com muita delicadeza pelos participantes.

A segunda mesa tocou o coração de todos, com a participação do próprio Padre Julio Lancelotti, que conversou com o ator Ivam Cabral, diretor executivo da SP Escola de Teatro, e o cientista social João Rodrigo, analista do Projeto Kairós. Com falas tocantes de Padre Julio, que virou notícia por quebrar com uma marreta pedras que haviam sido colocadas em um viaduto paulistano para que pessoas em situação de rua não pudessem dormir ali, discutiu-se a cidade que queremos ter. Falou-se sobre a necessidade de integração e acolhimento na Selva de Pedra da metrópole paulistana. Padre Julio e Ivam Cabral, que estiveram juntos em reportagem especial do Fantástico, na Globo, no último domingo, 7, comentaram sobre a necessidade de cultivarmos um olhar de humanização para o outro, praticando diariamente a alteridade.

Afinal, só o amor quebra as pedras do ódio.

Veja, abaixo, as duas mesas no canal do YouTube da SP Escola de Teatro:

 

*Miguel Arcanjo Prado é Coordenador de Extensão Cultural e Projetos Especiais da SP Escola de Teatro. Jornalista formado pela UFMG, é especialista em Mídia, Informação e Cultura pela ECA-USP e mestre em Artes pela UNESP. É crítico da APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes), da qual foi vice-presidente. Dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo de Cultura. Escreve às sextas. @miguel.arcanjo

 

O site da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco está sob licença Creative Commons. A cópia e a reprodução de seu conteúdo são autorizadas para uso não-comercial, desde que citado o devido crédito ao site, aos autores e fotógrafos. Não estão incluídas nessa licença obras de terceiros.

Para reprodução com outros fins, entre em contato com a Escola.

Assisdesign