Wilson Sukorski faz residência artística na Itália

Publicado em: 21/08/2013

Construções medievais, ar fresco do campo e inspiração para criar. Umbertide, Itália, é a cidade que está oferecendo residência artística ao músico e compositor Wilson Sukorski, artista convidado do curso de Sonoplastia da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco.

 

Ele permanecerá seis semanas (de 11 de agosto a 20 de setembro) no país, a convite da Fundação Civitella Ranieri, de Nova York, para a composição de uma pós-cantata para 31 cantores solistas e musica gerativa chamada “HB :: The Flow”.

 

Sukorski está no castelo da fundação, ao lado de outros 19 artistas de todo o mundo, focado no trabalho, que tem como disparador o livro “A evolução criadora”, principal obra do filósofo francês Henri Bergson. “Utilizo algumas das passagens escritas por Bergson como ‘letra’ da minha composição, mas muito mais importante são os conceitos dele sobre o tempo – que ele chama duração – de simultaneidade, de intuição como método. Assim, compor sobre um conceito é muito mais desafiador do que se fosse um trabalho literário comum”, afirma.

 

Não é novidade para o músico criar a partir de peças advindas de obras literárias ou filosóficas. Alguns dos autores sobre os quais já trabalhou em outros projetos são Alain Robbe Grillet, Bruce Sterling, Heiner Müller e Gottfried Leibniz.

 

Na atual residência, Sukorski está em contato com outros três compositores: Joan La Barbara e James Matheson, ambos dos Estados Unidos, e o brasileiro radicado na Alemanha Chico Mello. Também há escritores vindos do Vietnã, USA, Itália e Palestina; artistas visuais da China, Estados Unidos, Bulgária e Índia, além de fotógrafos e performers.

 

Segundo Sukorski, a convivência nesse ambiente, que ele define como “uma espécie de Torre de Babel”, já está trazendo ganhos para sua carreira. “É um grande prazer trabalhar com gente tão talentosa e cada dia é um aprendizado e um desafio ao mesmo tempo. Sei bem que a troca de informações e a vivência cotidiana com pessoas tão especiais é um dos fatores mais legais da residência em si e tenho aproveitado bastante”, observa.

 

E, claro, uma das grandes inspirações para o músico é a própria cidade, que carrega em si muita história e harmonia. “A paz, o silêncio, a beleza dos vales da Umbria, vista da minha janela, a história da Itália, da arte presente em cada centímetro, o prazer da ótima comida, o vinho e morar em um castelo de mil anos são fatores muito inspiradores e cativantes”, conclui.

 

Acompanhe a residência de Sukorski em http://sukorski.zip.net

 

 

Texto: Felipe Del