EN | ES

Vivos na Memória

Publicado em: 12/04/2011

 

O teatro é a arte do efêmero. A cada noite, o trabalho de atores, diretores e técnicos desaparece com o apagar das luzes. Cada espetáculo, que levou meses para chegar ao palco, desaparece assim que as cortinas se fecham. Uma expressão muito comum reforçou, durante muito tempo, essa efemeridade no teatro: “quem viu, viu, quem não viu, não vai ver mais”. Hoje, porém, com as novas tecnologias, muitas montagens e grandes nomes do teatro são imortalizados em vídeo e/ou película. Contudo, mesmo com essas novas plataformas, o que se eterniza é a documentação de um trabalho. Jamais o trabalho em si. A emoção daquele momento jamais será recuperada. Nada se compara ao teatro vivo, aqui e agora.

 

Nem sempre o trabalho dos profissionais do palco ficou registrado. Assim como nem sempre será possível recuperá-lo. Mas registrar o nome de centenas de atores, diretores, cenógrafos, figurinistas, dramaturgos e tantos outros profissionais que viveram nos palcos de teatros espalhados por todo o Brasil é o objetivo da Enciclopédia Virtual do Teatro Brasileiro, uma iniciativa da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco.

 

Em seus mais de 1.800 verbetes, os interessados nas Artes Cênicas poderão obter material para saber quem foi, por exemplo, Pernambuco de Oliveira, um dos nomes mais significativos do teatro brasileiro do século XX, responsável pela criação da primeira companhia de teatro infantil do País e autor de “A Revolta dos Brinquedos”, considerado o primeiro texto escrito no Brasil dirigido ao público infantil, encenado pela primeira vez em 1949 e que até hoje é remontado por diversas companhias.

 

Da mesma forma, Benedito Corsi, um dos diretores que participaram da história do Teatro Brasileiro de Comédia (TBC) e que é raramente citado, pode ser encontrado na Enciclopédia Virtual do Teatro Brasileiro, que registrou toda sua trajetória, como ator e diretor. Ou a atriz e diretora Wanda Kosmo, que fez parte do TBC e da Companhia de Teatro de Sergio Cardoso e Nydia Lícia e lançou vários dramaturgos nos anos 70. Tanto Corsi como Wanda fazem parte de uma parcela de profissionais que estaria fadada a desaparecer da memória brasileira, que carece de registros documentais. 

 

Esse é o papel da Enciclopédia Virtual do Teatro Brasileiro, mas não apenas esse. Por tratar-se de um canal de informação criado na plataforma Wiki, um sistema aberto à colaboração de qualquer pessoa, encontra-se à disposição de profissionais ou pessoas interessadas em teatro para crescer e, assim, expandir cada vez mais seu banco de dados com informações e documentação que servirão de base de pesquisa e conhecimento sobre o vasto universo brasileiro das artes cênicas.