Vinicius Guarilha apresenta seu trabalho como fotógrafo de cena na Galeria Virtual

Publicado em: 12/07/2010

Após entrar no mundo da música, da poesia e da fotografia, Vinicius Guarilha, aprendiz do Curso de Atuação da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco, descobriu o teatro como estopim daquilo que busca em sua jornada artística. E a fotografia de espetáculo não tardou a  aparecer como uma oportunidade expressiva para esse artista de inúmeras facetas.

 

Os estudos de piano erudito foram o gatilho inicial na vida do artista. “Conheci Bach, Chopin, Tom Jobim… A poesia surgiu quando me percebi tentando capturar o mundo por meio das palavras, dos sons e das sílabas. A fotografia veio interligada à poesia, num processo que eu nominei de `fotopoesia´. Tempos depois, as palavras foram se condensando, escapando, tornando-se não mais necessárias”, comenta Guarilha.

 

O mundo, repleto de repertório desse artista, apresenta-se na relação “fotógrafo/artista/acaso”, força expressiva de seu trabalho fotográfico. Guarilha, brinca com a expressão Moi Et Mon Double Aveugle (Eu e Meu Duplo Cego) nessas experiências. “Elas me levam ao encontro com o meu eu sorrateiro, que ora observa, ora interage com tudo.”

 

Guarilha, que recentemente cursou uma oficina de Fotografia de Espetáculo com Sinal Garcia, apresenta seu trabalho como fotógrafo de cena na Galeria Virtual no site da SP Escola de Teatro.

 

Atenção à série, feita com a técnica de sobreposição de imagens, intitulada “Sobre a Posição das Coisas no Mundo”, ela é um exemplo da busca autoral do artista, pois eclode em um universo onírico, fantástico e lúdico, intuído pelo fotógrafo em relação ao artista do palco.

 

Confira aqui