EN | ES

Veja como foi o segundo dia do Festival Satyrianas 2023

Publicado em: 13/10/2023 | por: Guilherme Dearo

Shirlei Souza apresenta "EI MANINHA!", performance durante as Satyrianas 2023.

Shirlei Souza apresenta “EI MANINHA!”, performance durante as Satyrianas 2023. | Foto: Guilherme Dearo/Adaap

Nesta sexta-feira (13), a SP Escola de Teatro recebeu novamente dezenas de artistas, que se apresentaram para o público no segundo dia da 24ª edição do Festival Satyrianas, maior festival teatral da cidade que reúne milhares de artistas e espectadores em quatro dias ininterruptos de arte, cultura e festa.

Essa edição das Satyrianas tem como tema “Re_existir no Zé-Fênix”, em tributo a Zé Celso Martinez Corrêa, lenda do teatro brasileiro que faleceu em julho deste ano. Ele é tema, também, de uma exposição que está no hall da SP Escola de Teatro até domingo (15).

Veja algumas das apresentações do segundo dia de evento na Escola:

Verdades e Inverdades

Na Sala Hilda Hilst, a dupla Charles Dalan e Gabrielly Pinheiro apresentou ao público a leitura dramática de “Verdades e Inverdades”, peça em processo de desenvolvimento. A partir de um encontro no ponto de ônibus, duas pessoas conversam sobre a existência humana. A peça é, segundo os atores, “uma indagação sobre o papel que o ser humano exerce dentro deste palco existencial chamado vida”.

Charles Dalan e Gabrielly Pinheiro em "Verdades e Inverdades", leitura dramática na SP Escola de Teatro, durante as Satyrianas 2023.

Charles Dalan e Gabrielly Pinheiro em "Verdades e Inverdades", leitura dramática na SP Escola de Teatro, durante as Satyrianas 2023.

Charles Dalan e Gabrielly Pinheiro em "Verdades e Inverdades", leitura dramática na SP Escola de Teatro, durante as Satyrianas 2023.

Complexo Metade Cheio

Estudantes da MT Escola de Teatro, instituição fundada em 2016 e que utiliza o sistema pedagógico desenvolvido pela Associação dos Artistas Amigos da Praça (ADAAP), vieram a São Paulo apresentar “Complexo Metade Cheio”, uma releitura de “A Gota d’água”, de Chico Buarque e Paulo Pontes. Ficha Técnica: Direção: Sandro Lucose. Atuação: Roger Neves, Marta Luiza, Aline Fauth. Iluminação: Vitor Falcão. Sonoplastia: Shirley Black e Roque Almeida. Produção: Regina Queiroz e Kami Amorim.

Cena de "Complexo Metade Cheio", durante as Satyrianas 2023: apresentação de estudantes da MT Escola de Teatro.

Cena de "Complexo Metade Cheio", durante as Satyrianas 2023: apresentação de estudantes da MT Escola de Teatro.

Cena de "Complexo Metade Cheio", durante as Satyrianas 2023: apresentação de estudantes da MT Escola de Teatro.

Cena de "Complexo Metade Cheio", durante as Satyrianas 2023: apresentação de estudantes da MT Escola de Teatro.

Cena de "Complexo Metade Cheio", durante as Satyrianas 2023: apresentação de estudantes da MT Escola de Teatro.

EI MANINHA!

Shirlei Souza, do Grupo SER de Teatro, criou a performance solo “EI MANINHA!”, onde falou da opressão sobre o corpo preto, principalmente sobre as mulheres, relembrando os tempos de escravidão no Brasil e passando por situações atuais do cotidiano, onde a pessoa negra sempre é “confundida com o serviçal”. Diz Shirley: “O que dizem essas histórias sobre nossas origens e por que foram apagadas pelo embranquecimento? Nós mesmos nos esquecemos de quem somos por um bom tempo e sumimos sob os pés que nos oprimiam. Mas não há mais tempo para nos negar”.

Shirlei Souza apresenta "EI MANINHA!", performance durante as Satyrianas 2023.

Shirlei Souza apresenta "EI MANINHA!", performance durante as Satyrianas 2023.

Shirlei Souza apresenta "EI MANINHA!", performance durante as Satyrianas 2023.

Shirlei Souza apresenta "EI MANINHA!", performance durante as Satyrianas 2023.

+ Veja como foi o primeiro dia das Satyrianas 2023 na SP Escola de Teatro




Relacionadas:

Notícias | 01/ 03/ 2024

Espetáculo “No Banheiro Sujo de Um Bar Qualquer” estreia na SP Escola de Teatro

SAIBA MAIS

Notícias | 29/ 02/ 2024

Leitura dramática “CAMILO” acontece em 4/3 na SP Escola de Teatro

SAIBA MAIS

Notícias | 29/ 02/ 2024

Grupo 59 apresenta “Um Dia, Um Rio”, premiado espetáculo sobre desastre ambiental na Bacia do Rio Doce

SAIBA MAIS