Unindo luz e som, performance ‘A.N.T.E.S’ faz estreia no Brasil na SP Escola de Teatro

Publicado em: 06/12/2018

(Foto: Divulgação)

A performance imersiva “A.N.T.E.S”, que faz sua estreia no Brasil na sede Roosevelt da SP Escola de Teatro, traz uma proposta singular: criar uma experiência em que a música pode ser visualizada e as imagens podem ser ouvidas.

Realizada no início do ano na Alemanha em co-produção com o Initiative Neue Musik Berlin, a performance faz suas primeiras sessões no Brasil no sábado (8), às 21h; e domingo (9), às 20h; com ingressos no esquema pague quanto puder.

Para “A.N.T.E.S”, a dupla Mirella Brandi x Muep Etmo, que trabalha em narrativas de imersão com luz e som, convidou a soprano Katia Guedes, ícone da música e da ópera contemporânea de palcos europeus. Juntos, eles criam um universo onírico onde o público é envolvido e transportado por ambientes visuais e sonoros.

A performance funde o conceito de cinema expandido e teatro performativo com a sonoridade da música lírica contemporânea alemã. O roteiro, criado pelos artistas, aposta em curvas de sensações que estimulam a memória individual, de fatos reais e ficcionais, para criar sua partitura.

Festival
O projeto faz parte da programação do Festival Risco, que acontece em diversos espaços na cidade de São Paulo entre 6 e 16 de dezembro, e reúne diversas expressões artísticas, como dança, música e artes visuais. Em sua primeira edição, o festival oferece atividades gratuitas ou a preços populares com uma programação voltada ao fazer artístico nos limites – da cultura, da abrangência, da linguagem.




Relacionadas:

Notícias | 29/ 11/ 2021

1º Seminário de Mostra de Estudantes da Quadrienal de Praga de 2023 acontece de 2 a 7 de dezembro no YouTube da SP

SAIBA MAIS

Notícias | 29/ 11/ 2021

22ª edição do festival Satyrianas começa nesta quinta (2); conheça a programação!

SAIBA MAIS

Notícias | 29/ 11/ 2021

Prêmio Arcanjo de Cultura, que tem apoio da SP Escola de Teatro, será em 8/12 no Theatro Municipal: veja indicados de 2021

SAIBA MAIS