EN | ES

Uma Homenagem a Ney Matogrosso

Publicado em: 18/03/2011

Caminhando pelas ruas do centro de cidade de São Paulo, Marco Aurélio de Toledo, aprendiz do curso de Cenografia e Figurino da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco, foi surpreendido com uma proposta inusitada da equipe do programa Altas Horas, veiculado pela Rede Globo de Televisão: fazer uma performance  vestido como um dos integrantes da banda Secos & Molhados.

 

Sem pensar duas vezes, o aprendiz aceitou o convite e passou duas horas nas mãos da equipe do programa que realizou uma transformação em seu visual com direito a muita maquiagem e figurino para, na sequencia, cantar “O Vira”, em frentes as câmeras da Globo.

 

“Eu aceitei, pois, apesar de ser aprendiz de Cenografia e Figurino, essa foi uma oportunidade de participar efetivamente de uma performance, gênero teatral que é nosso foco de estudos nesse semestre na SP Escola de Teatro”, revela o aprendiz.

 

Formada na década de 70, a banda Secos & Molhados, era composta pelos músicos João Ricardo, Ney Matogrosso e Gérson Conrad e ficou conhecida por suas apresentações ousadas, acrescidas de figurinos e maquiagens extravagantes.

 

Em sua trajetória, a banda recebeu imensa notoriedade e reconhecimento, sobretudo com as canções “Sangue Latino”, “Assim Assado”, “Rosa de Hiroshima” e “O Vira”, que misturava a dança folclórica portuguesa com críticas à ditadura militar.

 

A performance de Toledo vai ao ar na madrugada de sábado (19/03), durante o programa Altas Horas, apresentado por Serginho Groisman. Confira.