Últimos retoques para o experimento

Publicado em: 18/05/2010

Até a próxima quarta-feira, 19 de Maio, os aprendizes de Técnicas de Palco, Cenografia e Figurino finalizam as últimas construções cenotécnicas para a ambientação das cenas que serão apresentadas nos dias 21 e 22 de Maio, no Teatro Aliança Francesa, Centro de São Paulo, no final da Etapa Experimento.

 

Até lá, os alunos terminam de construir mesas de madeira, apoio de papelão, azulejos que imitam modelos de Portugal, figurinos de época, portas, batentes, balcão e outros objetos cenográficos.

 

“O nosso grupo optou por ambientar a peça Tartufo, de Molière, no Maranhão. Estamos construindo uma parede de azulejos portugueses para sugerir o cenário realista do local”, explica Andrea Xavier, aprendiz de Técnicas de Palco.

Cada um dos oito grupos recebeu R$ 300 reais da Instituição para realizar a produção das cenas. “Para fazer o figurino recorremos aos brechós da cidade. O que não encontramos, pegamos emprestado de amigos ou do nosso acervo pessoal. O material cênico é praticamente todo reciclado para ficarmos dentro do orçamento. O que ganha, nesse momento, é a criatividade”, afirma Angélica Andrade, aluna de Cenografia e Figurino.

 

Paloma Costa, de Técnicas de Palco, faz parte do grupo 7, que ficou responsável por adaptar a comédia O Noviço, de Martins Pena. “Estamos produzindo a porta da casa de uma família burguesa que terá algumas surpresas interessantes durante o desenvolvimento da cena”, finaliza a aprendiz.

 

Os módulos dos oito Cursos Regulares da SP Escola de Teatro são divididos em três etapas: Processo, Experimento e Formação. Nessa segunda etapa, o que conta é a prática. Todos os cursos se uniram e foram divididos para criar oito fragmentos de peças cômicas e dramáticas. Cada curso colabora com a sua especialidade.

 

Agora, é aguardar para conhecer a leitura das peças construídas pelos grupos.

 

Texto e Fotos: Lucas Arantes