Território Cultural: Conhecimento, Cultura e Diversão

Publicado em: 11/04/2011

 

Workshops, palestras, debates e show foram somente algumas das atividades que rechearam a programação do último Território Cultural, realizado no sábado (09/04), pela SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco.
 
A aula espetáculo “Corporeidades Brasileiras – Palhaço da Cara Preta”, com o grupo Cia Mundu Rodá de Teatro Físico e Dança, abriu o evento com uma apresentação  da Dança Dramática do Cavalo Marinho de Pernambuco, que tinha como protagonista o palhaço Mateus, representado pelo ator Martelo.
 
No início da tarde, das 13h30 às 14h30, foram mostrados os projetos do Experimento Módulo Azul, que tem como Eixo Temático a performatividade e se baseia na obra “Van Gogh. O Suicidado da Sociedade”, de Antonin Artaud.
 
Palestras simultâneas ocorreram no horário das 14h30 às 17h30, distribuídas em salas da Escola. Durante uma delas, o ator e diretor carioca Renato Borghi contou um pouco de sua trajetória profissional. O ator fez faculdade de direito, por vontade dos seus pais, mas, desde o início, sabia que não queria exercer a profissão. Também relatou que seus avós tiveram papel fundamental na sua vida, pois foram eles que o levaram para assistir às mais variadas peças. Muitos anos mais tarde, com sua carreira já consagrada, o diretor fundou, com Zé Celso Martinez Corrêa, o Teatro Oficina.
 
No mesmo horário, foi realizado o workshop musical de Peça Radiofônica, ministrado pelo polonês Marek Choloniewski. O palestrante é performer e compositor de música instrumental, eletroacústica, música para teatro, filmes, rádio e é autor de instalações de vídeo e áudio, arte na net e urbana. Choloniewski explicou e fez demonstrações de equipamentos, sensores e objetos que utiliza para fazer o seu trabalho. 
 
O tema do encontro na sala 25 foi Realismo e Thecov, com o poeta e dramaturgo Marco Catalão. Os aprendizes fizeram uma leitura rápida de um texto de Tchecov e analisaram as falas, procurando pelo realismo embutido e proposto pelo autor. 
 
Entre outras tividades, os participantes do Território Cultural ainda puderam assisitir ao workshop “O Corpo Performático”, com Alex Ratton, ao encontro de reflexão sobre a arte e seus processos, conduzido pelo Grupo Corpo Sonoro de Teatro, além de palestra do filósofo e educador Arturo Gamero, apresentações de stand up comedy, com aprendizes de Humor, aula aberta com Denise Weinberg, e ensaio aberto do espetáculo “Casa Amarela”, com texto e atuação de Gero Camilo.