Em atendimento à legislação eleitoral, os demais conteúdos deste site ficarão
indisponíveis de 2 de julho de 2022 até o final da eleição estadual em São Paulo.
Em atendimento à legislação eleitoral, os demais conteúdos deste site ficarão indisponíveis de 2 de julho de 2022 até o final da eleição estadual em São Paulo.
EN | ES

Herácliton Caleb, artista egresso da SP, dirige monólogo em cartaz no SESC 24 de Maio sobre os ataques à cultura

Herácliton Caleb, artista egresso de atuação da SP Escola de Teatro, dirige o espetáculo teatral Restamento, da Cia Teatro dos Escombros, em cartaz no Sesc 24 de Maio entre os dia 2 e 11 de junho. As apresentações são gratuitas, com a distribuição de ingressos uma hora antes da peça. A estreia oficial do projeto foi na Satyrianas 2021, festival que conta com o apoio da SP.

Artista egresso da SP Escola de Teatro lança dramaturgia sobre a violência no Brasil

O monólogo, protagonizado por Bruno de Oliveira, conta a histórica ficcional de Cachorro Louco, um personagem sobrevivente ao soterramento do teatro onde esteve em cartaz. “O tempo é um futuro não tão distante, quando o governo decide caçar as personagens de ficção, num derradeiro ataque à cultura”, conta o diretor. Nesse cenário, falar em público tornou-se um risco. No entanto, corajosos espectadores passam a se reunir em lugares clandestinos, em busca das histórias perdidas que sempre os inspiraram, o que provoca uma experiência de redenção no protagonista.

Novo espetáculo da SP Escola de Teatro Digital aborda a vida estressante dos call centers

Em entrevista à comunicação da SP Escola de Teatro, Caleb contou da importância do espetáculo no contexto pós-pandemia, da formação da SP para a concepção do projeto e a diferença desta direção com Viva Voz, outro projeto cênico dirigido por ele que entrou em cartaz na SP.

Herácliton Caleb é ator, dramaturgo e diretor

Qual é a temática principal de ‘Restamento’? Por que falar disso nos dias de hoje no contexto pós-pandemia?
Resistência. A peça se passa num futuro não tão distante, quando um governo – semelhante ao nosso – decide colocar em prática um derradeiro ataque à cultura. Nosso exercício de imaginação foi: se a coisa continuar desse modo em que estamos vivendo, talvez chegue o dia em que até mesmo as personagens de ficção sejam caçadas. A peça também trata da esperança que advém dos soterramentos, pois mesmo nesse cenário catastrófico, corajosos espectadores passam a se reunir em lugares clandestinos, à procura das estórias perdidas. É essa esperança que move a personagem de Restamento que também nos move enquanto trabalhadores da cultura em um momento de retomada pós-pandemia.

Como foi a experiência de estrear o espetáculo em um evento como as Satyrianas?
Foi de muita adrenalina pelo pouco tempo para preparar, mas de uma satisfação imensa em poder apresentar novamente no modo presencial. E de ver toda aquela efervescência do teatro voltando e os artistas produzindo. Não vou me esquecer da sensação de pisar no palco depois de tanto tempo. Além de tudo, o festival também serviu para firmar as parcerias entres nós artistas – o que culminou na criação do Teatro dos Escombros.

Qual foi a importância da sua formação na SP para concepção do espetáculo Restamento?
A SP Escola tem algo muito interessante que é te colocar em contato com várias áreas. Nos experimentos é possível ver o sonoplasta testando coisas, o iluminador organizando os pontos de luz, a técnica de palco fazendo a coisa acontecer, o diretor organizando o caos etc. Com toda certeza, essa vivência de teatro me possibilitou ter o olhar para o todo, para a harmonia entre as áreas que é exigida de quem capitania
um projeto.

Quais foram as maiores diferenças entre a direção de um monólogo presencial como ‘Restamento’ e do espetáculo digital Viva Voz?
A presença altera tudo. Altera a lida com o material e a relação entre ator e diretor. Como diretor, consigo captar melhor as ideias – inclusive as que não são ditas – quando estou próximo, olhando no olho, sentindo o outro. Sinto que quando se está no mesmo lugar e na mesma frequência acontece algo muito precioso: uma conexão de inconscientes.

Você também atuou na sonoplastia do espetáculo, você acredita que a formação multidisciplinar da SP contribuiu para sua atuação em diversas áreas da montagem?
Sim. Com a formação na escola, eu passei a prestar mais atenção nas outras áreas e, consequentemente, encontrei outros pontos de identificação. Sinto que saí da bolha da atuação e passei a olhar para o todo – para o que faz o todo funcionar. Hoje, eu escrevo, atuo e dirijo, mas sou interessado em saber como funciona cada área. Até penso em voltar para a escola e fazer iluminação, por exemplo. Quem sabe, não volto em breve 🙂

Ficha técnica do espetáculo:
Texto: Thiago Tenório
Atuação: Bruno de Oliveira
Direção: Herácliton Caleb
Luz: Vini Hideki e Herácliton Caleb
Sonoplastia: Herácliton Caleb e Thiago Tenório
Figurinos: Ricardo Deloneaux
Arte Gráfica: Karla Miranda

Serviço:
Restamento – Cia Teatro dos Escombros
Data: 02 a 11/06 – quinta a sábado, às 18h.
Local: Sesc 24 de Maio (4º andar), rua 24 de Maio, 109 – Centro/SP – 350 metros do
metrô República
Classificação indicativa: 14 anos
Gratuito
Os Ingressos serão disponibilizados 1 hora antes de cada sessão.
Duração do espetáculo: 45min.

Por Luiza Camargo e Leticia Polizelli

 




Posts Archives

Herácliton Caleb, artista egresso da SP, dirige monólogo em cartaz no SESC 24 de Maio sobre os ataques à cultura

Posted on

Herácliton Caleb, artista egresso de atuação da SP Escola de Teatro, dirige o espetáculo teatral Restamento, da Cia Teatro dos Escombros, em cartaz no…

Read more

Daniel Mazzarolo, ator brasileiro e parceiro da SP, estrela espetáculo em Nova York sobre a opressão das mulheres trabalhadoras no início do século XX

Posted on

O artista brasileiro Daniel Mazzarolo, formado em atuação pela Escola de Comunicação da Universidade de São Paulo (ECA-USP) e parceiro da SP Escola de…

Read more

SP Palco: Entrevista com Angela Dippe e Thiago Carreira, do espetáculo Maria Thereza e Dener, acontece esta quinta, às 17h

Posted on

Hoje, quinta-feira (14), acontece às 17h no Youtube da SP Escola de Teatro, a segunda edição do SP Palco, uma live com artistas em…

Read more

Satyros reestreia Pessoas Brutas, espetáculo marcante da terceira parte da Trilogia das Pessoas

Posted on

Na próxima quinta-feira, 13, a companhia de teatro Os Satyros começa sua temporada 2022 presencial com a reestreia o espetáculo Pessoas Brutas, de Ivam…

Read more

“Bolhas” e “Lela & Cia.” encerram temporada neste final de semana

Posted on

Encerra neste final de semana a temporada dos espetáculos “Bolhas” e “Lela & Cia.”, em cartaz na unidade Roosevelt da SP Escola de Teatro….

Read more

Peças em cartaz na Roosevelt retratam personagens em busca de liberdade

Posted on

O que “Bolhas” e “Lela & Cia.”, peças em cartaz na unidade Roosevelt da SP Escola de Teatro, têm em comum? As duas histórias trazem…

Read more

Solo sobre Sophia de Mello Breyner está entre estreias de julho na Roosevelt

Posted on

O centenário da escritora portuguesa Sophia de Mello Breyner Andresen (1919-2004) – primeira mulher vencedora do Prêmio Camões, há 20 anos – é celebrado…

Read more

Temporada 2019 de espetáculos na sede Roosevelt começa com ‘Fêmea’ e ‘Ontem Eu Te Amo’

Posted on

A SP Escola de Teatro começa neste final de semana a temporada 2019 de espetáculos em cartaz na sede Roosevelt, região central da cidade….

Read more

Espetáculo ‘O Mal-Entendido’, de Albert Camus, faz curta temporada na SP Escola de Teatro

Posted on

Em ‘O Mal-Entendido’, Albert Camus ilumina as indagações mais profundas da consciência humana, dramatizando uma trama familiar a revolta do homem contra o absurdo…

Read more

Na sede Roosevelt, Coletivo Binário estreia espetáculo sobre herança

Posted on

A única coisa que os irmãos Carlos e Frederico receberam como herança após a morte de seu pai foi um milhão de enciclopédias. É…

Read more

Cia. do Ruído faz temporada especial com três peças na sede Roosevelt

Posted on

Três peças compõem a mostra de repertório que a paulistana Cia. do Ruído apresenta na sede Roosevelt da SP Escola de Teatro a partir…

Read more

Mortes escritas por Shakespeare são encenadas em ‘E, com um beijo…Eu morro’

Posted on

As palavras finais de Romeu – o adolescente que, ao lado de Julieta, protagonizou a maior história de amor do teatro – dão título…

Read more

Em cartaz na sede Roosevelt, peça homenageia mulheres ignoradas pela sociedade

Posted on

Mulheres que tiveram sua importância histórica diminuída estão no centro do espetáculo “Para Não Morrer”, que cumpre temporada na SP Escola de Teatro entre…

Read more

Em cartaz na sede Roosevelt, ‘Obra Sobre Ruínas’ faz crítica aos padrões sociais

Posted on

Como a sociedade influencia a construção de nossas identidades? Para o personagem no centro de “Obra Sobre Ruínas”, em cartaz  a partir desta sexta-feira…

Read more

Inspirada em filme dos irmãos Maysles, ‘Stoneheddies’ estreia na SP Escola de Teatro

Posted on

Em uma mansão abandonada nos jardins cinzentos nos Hamptons, área nobre de Nova York, mãe e filha relembram um passado, que pode ter acontecido…

Read more

Em junho, Roosevelt recebe temporada das peças “Visitas ao Cão” e “Política da Editora”

Posted on

Neste mês de junho, dois espetáculos cumprem temporada na sede Roosevelt da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco,…

Read more

‘Passarinho’ tem sessão gratuita neste sábado dentro da Virada Cultural

Posted on

Neste final de semana, a SP Escola de Teatro integra a programação da Virada Cultural de São Paulo, com apresentação gratuita da peça “Passarinho”,…

Read more

Com clima claustrofóbico, peça na SP Escola de Teatro busca questionar limites do homem

Posted on

É borrando a fronteira entre palco e plateia que a Crua Cia. busca refletir sobre os limites do homem em “No Não Longe”. Estrelado…

Read more

Ana Kutner entra em cartaz na Roosevelt com solo dedicado aos pais, Dina Sfat e Paulo José

Posted on

Experiências afetivas impulsionaram a atriz, dramaturga e iluminadora Ana Kutner a criar “Passarinho”, solo escrito e interpretado por ela, sobre afetos, memórias, encontro e…

Read more