SP Online: aula e atendimento especial com Jefferson Del Rios e Marcelo Braga

Publicado em: 09/12/2014

Nesta quinta-feira (11), a SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco promove dois bate-papos online em seu portal para sanar dúvidas dos internautas acerca de dois vídeos publicados no canal do Youtube da Instituição. Trata-se do projeto SP Online, que pretende difundir conhecimento acerca de temas relevantes para a cultura e a arte. 

 

O primeiro encontro virtual acontece das 16h às 16h45, com a participação do jornalista, crítico e pesquisador Jefferson Del Rios. Em sua aula, ele fala sobre a cena teatral de São Paulo. Assista ao vídeo e converse com ele no bate-papo.

 

Logo na sequência desta conversa, das 17h às 17h45, é a vez de os internautas conversarem com o ator, diretor e dramaturgo Marcelo Braga. Ele fala sobre a lendária atriz e diretora Myrian Muniz, que também foi tema de uma palestra realizada na Escola no último sábado (6), com participação de Cristina Mutarelli. Assista à palestra no canal do Youtube da Escola.

 

 

O projeto

O SP Online funciona da seguinte maneira: a Escola disponibiliza em seu canal do Youtube uma aula, entrevista ou palestra com profissionais de vasta experiência na área artística. Os internautas podem assistir e depois tirar suas dúvidas com o próprio convidado, em um bate-papo online realizado especialmente para este fim, alguns dias após a divulgação do vídeo.

 

Os participantes

Jefferson Del Rios é jornalista e crítico teatral com aperfeiçoamento no Centre de Formation des Journalistes, França. Como repórter, redator, editor, correspondente no exterior e crítico tem longa atuação na imprensa paulista (Folha de S.Paulo, IstoÉ, O Estado de S. Paulo, Novos Estudos-Cebrap, Valor Econômico, BRAVO!). 

 

Foi professor visitante do Conservatório Nacional de Lisboa, Portugal. Em 1976, recebe o Prêmio Gil Vicente, da Fundação Calouste Gulbenkian, pela sua atividade crítica. Em 1983 ocupa o cargo de Diretor da Divisão de Artes Cênicas do Centro Cultural São Paulo (CCSP). Também foi assessor de projetos especiais do Memorial da América Latina, em São Paulo.

 

Em 1995, faz a curadoria da exposição sobre o diretor argentino Victor Garcia, que percorre, posteriormente, as cidades de Buenos Aires, Córdoba e São Miguel de Tucumán, na Argentina, Lisboa, em Portugal, e Cádiz, na Espanha.

 

Apresentou o programa de entrevistas teatrais Estúdio Brasil, na TVA. É professor de Jornalismo Cultural na Faculdade Cásper Líbero.

 

É autor das publicações: “Ourinhos – Memórias de uma cidade paulista” (1992, Imprensa Oficial do Estado de São Paulo); “Bananas ao vento. Meia década de cultura e política Em São Paulo” (Editora Senac São Paulo, 2006); “Melhor Teatro – Juca de Oliveira” (Global Editora, 2006); “Crítica teatral. Vol. I. Coleção Aplauso Críticas” (Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010); “Crítica Teatral. Vol. II. Coleção Aplauso Críticas” (Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010); e “Victor Garcia – a vida sempre em jogo” (Edições Sesc/SP, 2013).

 

Marcelo Braga é ator, diretor e dramaturgo formado pela EAD – Escola de Arte Dramática – ECA/USP e pelo Curso de Interpretação, coordenado por Myrian Muniz. É membro-fundador e diretor artístico responsável pela Cia Filhos do Dr. Alfredo. Atua como professor de graduação e pós-graduação na Faculdade Paulista de Artes, nas áreas de Interpretação e Dramaturgia, é professor colaborador no curso de pós-graduação em Direção Teatral na Escola Superior de Artes Célia Helena e atuou durante sete anos como coordenador de Equipe de Teatro do Programa Vocacional da Prefeitura da Cidade de São Paulo. É mestre pelo IA/UNESP e atualmente é aluno de doutorado na ECA/USP. 

 

Dirigiu diversos espetáculos, dentre eles, “Jogo de damas”, de José Eduardo Vendramini; “Ao vencedor, as batatas!”, de Machado de Assis; “Sentir tudo de todas as maneiras”, de Fernando Pessoa; “A máquina”, de Adriana Falcão; “Ritual íntimo”, de João Silvério Trevisan; “Hamelin”, de Juan Mallorca; “Shakespeare apaixonado”, de Tom Stoppard; “O cavaleiro Andaluz”, de Federico Garcia Lorca; “Pai”, de Izaías Almada; “Pelo buraco da fechadura”, de Nelson Rodrigues; “Essa noite improvisamos”, de Luigi Pirandello; “Pouco amor não é amor”, de Nelson Rodrigues, entre outros. 

 

Como ator, já foi dirigido por Silnei Siqueira, Luís Artur Nunes, Sérgio Ferrara, Ariela Goldman, Tiche Viana, Celso Frateschi, Myrian Muniz e Claudio Lucchesi, entre outros. Publicou o texto teatral “Pertencimento” e o livro “Myrian Muniz – uma pedagoga do teatro”, em 2013, ambos pela Editora Giostri.

 

Serviço

Bate-papo online com Jefferson Del Rios

Tema: A cena teatral de São Paulo

Quando: Quinta-feira (11/12), das 16h às 16h45

Onde: www.spescoladeteatro.org.br

 

Bate-papo online com Marcelo Braga

Tema: Myrian Muniz

Quando: Quinta-feira (11/12), das 17h às 17h45

Onde: www.spescoladeteatro.org.br

Relacionadas:

Uncategorised | 03/ 11/ 2021

Danilo Dal Lago, artista egresso da SP, estreia peça que contrapõe escritor periférico e mercado editorial

SAIBA MAIS

Uncategorised | 28/ 10/ 2021

Maria Bonomi inaugura obra no Memorial da América Latina que homenageia vítimas da pandemia

SAIBA MAIS

Uncategorised | 01/ 10/ 2021

Festival Satyricine Bijou anuncia vencedores da mostra competitiva e homenageia a atriz e cineasta Helena Ignez

SAIBA MAIS