EN | ES

SP Escola de Teatro vence Prêmio Shell, na categoria Inovação

Publicado em: 21/03/2017

Prédio da instituição localizado no Brás. Foto: Bruno Galvíncio/SP Escola de Teatro

 

A SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco venceu o 29º Prêmio Shell de São Paulo, na categoria Inovação. O anúncio foi feito na noite desta terça-feira (21), na capital paulista. Para os jurados da premiação, a instituição, ligada à Secretaria da Cultura do Estado São Paulo, se destaca pela formação de profissionais nas áreas técnica e artística, sob uma política pedagógica contemporânea.

 
“Essa é uma conquista do bom teatro, da classe teatral; é uma conquista do melhor teatro que se faz, porque é um trabalho coletivo – são centenas de pessoas reunidas ao redor da SP Escola de Teatro”, comemora o diretor executivo da instituição, o ator e diretor Ivam Cabral. “O melhor de tudo é saber que essa conquista é coletiva e do movimento potente que acontece no teatro, em São Paulo.”
 
A SP Escola de Teatro concorreu com outros dois espaços importantes para a cena teatral paulistana: o Centro Cultural São Paulo, que fomenta o programa Mostra de Dramaturgia em Pequenos Formatos Cênicos; e o Grupo Parlapatões, cuja sede, na Praça Roosevelt, região central da cidade, é reconhecida por abarcar um repertório de trabalhos de variadas linguagens artísticas.
 
Participaram da comissão julgadora o cenógrafo Carlos Eduardo Colabone, o crítico de arte Evaristo Martins de Azevedo, a jornalista e curadora Lucia Camargo, o ator e diretor Luiz Amorim e a diretora e coreógrafa Renata Melo.
 
Pedagogia 
 
Maturada desde 2005 e tendo suas atividades iniciadas em 2010, a SP Escola de Teatro inclui na sua base de formação ideais progressistas, com os quais já formou mais de 600 artistas em oito áreas das Artes Cênicas.
 
Além de oferecer cursos raramente ofertados no Brasil (como Técnicas de Palco, Humor e Iluminação), a instituição é pautada por uma metodologia que estimula seus aprendizes a desenvolver um pensamento crítico sobre a arte, em um ambiente não-hierárquico e aberto.
 
A pedagogia aplicada na SP Escola de Teatro é inspirada na autonomia proposta pelo educador Paulo Freire, na noção de território e espacialização desenvolvida pelo geógrafo Milton Santos e pela visão sistêmica do processo cognitivo do físico austríaco Fritjof Capra.
 
No âmbito social, a proposta da Escola é de democratizar o acesso ao universo teatral para diferentes camadas da população. Para isso, é mantido um programa com bolsas-auxílio, que estimula a formação de baixa-renda. 
 
Além disso, através de parcerias com universidades internacionais, a instituição também oferece a possibilidade de intercâmbio dos seus aprendizes para estudarem em outros países, como a Suécia. 



Relacionadas:

Notícias | 29/ 06/ 2022

Performance documental Genderless – Um Corpo Fora da Lei estreia no dia 4 de julho na unidade Roosevelt da SP

SAIBA MAIS

Notícias | 29/ 06/ 2022

Colaboradores da Adaap e do Instituto Limpa Brasil realizam mutirão de limpeza da Praça Roosevelt; confira como foi!

SAIBA MAIS

Notícias | 28/ 06/ 2022

Tom Rezende, artista egresso de direção da SP, ganha prêmio de melhor direção por Lisístrata – O Voo das Andorinhas

SAIBA MAIS