SP Escola de Teatro sedia Colóquio ‘O Que é Pedagogia do Teatro?’

Publicado em: 15/04/2013

A SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, dá início, em 23 de abril, ao Colóquio “O Que é a Pedagogia do Teatro?”.
 
Com curadoria da Prof.ª Dr.ª Ingrid Dormien Koudela, livre-docente da ECA-USP, o Colóquio propõe a organização de temas, a serem debatidos por especialistas, com a proposta de ser um instrumento de trabalho da Pedagogia do Teatro. Os temas, que se estenderão até o final deste ano, serão debatidos em 13 mesas, que vão enfocar a Pedagogia do Teatro, na prática e na teoria. “Incorporamos na proposta do Colóquio, temáticas que alcançaram projeção significativa no discurso internacional e que pertencem aos conhecimentos reunidos na área. Os encontros pretendem se caracterizar como disciplina de integração entre os polos teatro e pedagogia, bem como de disciplinas limítrofes”, observa Ingrid Koudela.
 
Assim, o primeiro encontro reunirá, na Sede Roosevelt da Escola, na terça-feira (23 de abril), além da Prof.ª Dr.ª Ingrid Koudela, o diretor executivo da SP Escola de Teatro, Ivam Cabral, e a Prof.ª Dr.ª Maria Thais, que vão debater sobre o tema “Olhares Sobre a Pedagogia do Teatro”. O colóquio tem entrada gratuita e é aberto ao público.
 
A segunda mesa está programada para 14 de maio e trará para o debate Marici Salomão, coordenadora do curso de Dramaturgia da SP Escola de Teatro; a Prof.ª Dr.ª Rosa Iavelberg, da Feusp; o Prof. Dr. Pedro Paulo Salles, da ECA-USP, e Janete Andrade, da Fundação Cultural de Curitiba. Eles se debruçarão sobre o assunto: “Linguagens da Arte – I”.
 
Sobre os participantes da 1ª Mesa
Ivam Cabral
Ator, diretor e dramaturgo, tem dedicado sua carreira às artes do palco. Doutorando em Pedagogia do Teatro e mestre em Artes Cênicas pela ECA/USP, é cofundador, ao lado de Rodolfo García Vázquez, da Cia. de Teatro Os Satyros. Como ator, participou do elenco de vários espetáculos; recebeu inúmeros prêmios; atuou em diversos países europeus. Como dramaturgo, escreveu dezenas de textos, tendo sido traduzido para o espanhol e o alemão. Lançou, em 2006, o livro “O Teatro de Ivam Cabral — Quatro Textos para um Teatro Veloz”, pela Coleção Aplauso, da Imprensa Oficial de São Paulo; e, em 2010, foi indicado ao Prêmio Jabuti, categoria Livro de Arte, pela organização da coleção Primeiras Obras, na qual, ao lado de dezenas de autores, teve um dos dez títulos dedicados à sua obra. Também escreve para cinema e televisão, tendo assinado o roteiro do telefilme “A Noiva” e da minissérie “Além do Horizonte”, ambos para a TV Cultura. Atualmente acumula, ainda, o cargo de diretor executivo da SP Escola de Teatro — Centro de Formação das Artes do Palco, instituição que, ao lado de outros artistas e coletivos, sonhou e idealizou.
 
Prof.ª Dr.ª Maria Thais
Professora, pesquisadora e diretora teatral. Mestre e doutora em Artes pela ECA-USP. Bacharel em Artes Cênicas pela Universidade do Rio de Janeiro. Realizou na Scuola Paolo Grassi (Itália) sua pesquisa de pós-doutorado. Na ECA-USP, atua na graduação e no programa de pós-graduação em Artes Cênicas. Como diretora da Cia. Teatro Balagan, realizou os espetáculos “Recusa”, “Prometheus — A Tragédia do Fogo”, “Západ”, “A Tragédia do Poder”, “Tauromaquia”, “A Besta na Lua” e “Sacromaquia”; e o projeto de pesquisa Do Inumano ao Mais-Humano. Desenvolve o projeto de pesquisa Encenação e Pedagogia no Teatro Contemporâneo, com ênfase no teatro russo e do Extremo Oriente. Colaborou (de 1999 a 2006) como diretora-pedagoga com a Moscow Theatre School of Dramatic Art (Moscou, Rússia), dirigida por Anatoli Vassiliev, e foi coreógrafa do espetáculo “A Ilíada”. Dirigiu ainda o espetáculo “Olhos d’Água” (2004), com a Cia. Ismael Ivo, em Berlim (Alemanha), e “Doroteia — Um Estudo” (2004), no Festival Intercity São Paulo, em Firenze/Sesto Fiorentino (Itália). Foi professora do Departamento de Artes Cênicas da Unicamp. Criou e implantou a Escola Livre de Teatro da Prefeitura Municipal de Santo André, no período de 1990 a 1992.
 
Prof.ª Dr.ª Ingrid Koudela
Livre-docente pela ECA-USP. Pesquisadora pelo CNPq com Bolsa de Produtividade de Pesquisa. Docente do Curso de Pós-Graduação em Artes Cênicas na ECA-USP. Docente do Curso de Licenciatura em Teatro da Uniso — Universidade de Sorocaba. Autora de “Jogos Teatrais” (Editora Perspectiva, 2011, 7ª edição), é tradutora e introdutora do sistema de Jogos Teatrais de Viola Spolin no Brasil. Pesquisadora de Brecht, com ênfase nas peças didáticas, publicou os seguintes volumes de sua autoria: “Brecht — Um Jogo de Aprendizagem” (2007); “Um Voo Brechtiano” (1992); “Texto e Jogo” (2010) e “Brecht na Pós-Modernidade” (1996), todos pela Perspectiva. Organizadora do volume “Heiner Müller — O Espanto no Teatro” (Perspectiva, 2003). Em parceria com o Prof. Dr. Jacó Guinsburg, publicou a tradução da obra de Georg Büchner, “Georg Büchner — Na Pena e na Cena” (Perspectiva, 2004), que recebeu indicação para o Prêmio Jabuti, em 2005. Colaboradora em vários verbetes do “Dicionário do Teatro Brasileiro” (Perspectiva, 2006) e da “História do Teatro Brasileiro” (Perspectiva, 2013). Organizadora do volume “Léxico de Pedagogia do Teatro”, também pela Perspectiva (no prelo).
 
 
 
Serviço
Colóquio: “O Que é a Pedagogia do Teatro?”
Mesa 1: “Olhares Sobre a Pedagogia do Teatro”
Com Ivam Cabral, Prof.ª Dr.ª Maria Thais e Prof.ª Dr.ª Ingrid Koudela
Quando: Terça-feira (23), das 19h às 21h
Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt
Praça Roosevelt, 210 – Consolação
Tel. (11) 3775-8600
Grátis

Texto: Majô Levenstein