SP Escola de Teatro recebe Jean Garfunkel

Publicado em: 27/02/2015

A SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco está recebendo, hoje (27), o renomado cantor, compositor, ator, poeta e publicitário paulista Jean Garfunkel, que tem composições suas consagradas nas vozes de artistas como Elis Regina, Zizi Possi, Rosa Maria, Edson Cordeiro, Margareth Menezes, Pena Branca e Xavantinho e Maria Rita, em parceria com Paulo Garfunkel.

 

Convidado pelo coordenador do curso, Raul Teixeira, para dois encontros (hoje e amanhã), Garfunkel ministra uma oficina de canção aos aprendizes do módulo Verde do curso de Sonoplastia. 

 

Voltada a ensinar os aprendizes a terem um “pensamento criativo relacionado à música e à poesia”, a aula, segundo ele, não tem como propósito formar compositores, mas sim criar “ouvintes seletivos, capazes de entrar nos bastidores da canção”.

 

O tema que norteia o primeiro encontro é a redundância. A partir disso, o artista orientou os aprendizes em um processo que ele define como exorcismo de clichês. “Os clichês acabam com a cerimônia da criação. Trabalho com a mistura desses elementos e estimulo o ato criativo sob pressão, com tempo estipulado. O que mais me interessa é o processo, não o resultado final”, observa.

 

Dessa forma, os aprendizes se dividiram em grupos para viajar pelas veredas da composição musical e criar suas próprias canções. Atencioso, Garfunkel acompanhava cada passo desse caminho, dando sugestões e dicas recebidas com alegria pelos aprendizes.

 

(Foto: Arquivo SP Escola de Teatro)

 

Amigo de Garfunkel há anos, Raul Teixeira ressalta a importância da presença do convidado na Escola: “Ele é um artista diferenciado, que se relaciona com a música em vários níveis, da poesia à publicidade. Além de sua importância como compositor, ele tem um prazer incrível em poder repartir seu conhecimento e bagagem”.

 

Sobre seu ofício, o artista é poético: “Gosto de dizer que eu caço o pensamento emocionado, que alguns chamam de inspiração. Para isso, é preciso estar sempre com uma rede pronta, como um caçador de borboletas”.

 

No encontro de amanhã, o tema trabalhado será personagem – que faz parte do eixo temático do módulo Verde (personagem e conflito).

 

Texto: Felipe Del

Relacionadas:

Uncategorised | 03/ 11/ 2021

Danilo Dal Lago, artista egresso da SP, estreia peça que contrapõe escritor periférico e mercado editorial

SAIBA MAIS

Uncategorised | 28/ 10/ 2021

Maria Bonomi inaugura obra no Memorial da América Latina que homenageia vítimas da pandemia

SAIBA MAIS

Uncategorised | 01/ 10/ 2021

Festival Satyricine Bijou anuncia vencedores da mostra competitiva e homenageia a atriz e cineasta Helena Ignez

SAIBA MAIS