SP Escola de Teatro recebe 20ª edição do festival Satyrianas durante o feriado

Publicado em: 14/11/2019

De 14 a 17 de novembro, a região central de São Paulo recebe uma programação gratuita com espetáculos de teatro, dança, circo, performances, shows, debates e exibição de filmes. É a 20ª edição das Satyrianas, que ocupa espaços culturais na praça Roosevelt e nos bairros da Consolação, Bela Vista, Santa Cecília, República, Luz e Sé.

O festival reúne mais de 500 atrações, com abertura oficial na quinta-feira (14), às 19h, com um flashmob, intervenção de dança, na praça Roosevelt, com integrantes d’Os Satyros. A lista completa está disponível no site www.satyrianas.com.br. Os ingressos para o festival funcionam no formato pague quanto puder.

Nesta edição, serão comemorados os 30 anos Cia. Os Satyros, um dos mais importantes grupos do teatro paulistano, responsável pela criação e organização das Satyrianas. Para a ocasião, a companhia preparou uma série de atividades que inclui, além de espetáculos, exibição de filmes e bate-papos sobre processo criativo, história do coletivo e de seus trabalhos.

Há, ainda, na grade, atrações internacionais, de países como Argentina, Sérvia, Grécia, França, Síria, Finlândia e Portugal.

Programação na Escola

Desde que chegou à Roosevelt, a SP Escola de Teatro é parceira das Satyrianas. Nesta edição, a Instituição recebe as apresentações dos projetos DançaMix, DramaMix, Dramas Pararelos, Autopeças, Ouvi Contar e espetáculos de teatro adulto.

Destaque para a leitura dramática do espetáculo “Anna, Você Pode Ficar!”, cujo enredo gira em torno de duas irmãs gêmeas, ex-estrelas de circo, que vivem do passado isoladas numa ilha do norte da Suécia. Assinado por Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez, o texto será encenado em duas versões: a primeira, com as suecas Ulrika e Katta, na sexta-feira (15), às 14h, e a segunda, com as atrizes Patrícia Pillar e a portuguesa Luísa Pinto, no domingo (17), às 20h30.

Luísa, aliás, participará de outras atividades no evento. Na quinta-feira (14), às 22h, e na sexta (15), às 15h30, ela estreia como diretora a versão brasileira de “A Decadência dos Seres Não Abstratos”, com dramaturgia de Marcio Aquiles, em que questiona os limites entre o concreto e o alegórico. É um exercício que cruza o teatro com as artes visuais. E no sábado (16), 18h30, no Cine Arte Bijou, a artista lança no Brasil do filme-concerto “O Filho Pródigo”, dirigido com Carlos Coelho e cujo elenco é formado por detentos do sistema prisional do Porto, em Portugal, e atores profissionais portugueses.

A SP Escola de Teatro ainda recebe o projeto “Olhares”, no qual os participantes desenvolverão textos críticos a partir das atividades vinculadas à SP – “Autopeças” e “Ouvir e Contar” – sob a supervisão do orientador amilton de azevedo. Os textos serão publicados no site e nas redes sociais da SP Escola de Teatro e das Satyrianas.




Relacionadas:

Notícias | 01/ 12/ 2021

Secretaria de Cultura abre inscrições de Edital para artistas interessados em promover formação artística!

SAIBA MAIS

Notícias | 30/ 11/ 2021

Dança é destaque no Festival Satyrianas 2021 que acontece nos palcos da unidade Roosevelt da SP

SAIBA MAIS

Notícias | 30/ 11/ 2021

SP Dramaturgias: leitura dramática de texto de Ewerton Frederico acontece na próxima quarta-feira, 8

SAIBA MAIS