SP Escola de Teatro promove lançamento de livro, revista e site

Publicado em: 25/11/2013

A SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, reserva grandes novidades para amanhã (26). Em uma mesma noite – em evento a ser realizado em sua Sede Roosevelt, a partir das 18h30 – acontecerá um lançamento triplo: da revista A[L]BERTO #5; do projeto virtual “Chame a Cacilda” e do livro “Terras de Cabral – Crônicas de Lá e Cá”, de Ivam Cabral.

 

Na quinta edição da revista A[L]BERTO destaca-se, no bloco temático, o artigo de Arnold Aronson, curador da Quadrienal de Praga e docente da Universidade de Columbia. Seguem-se a ele três exposições com seus respectivos sotaques nacionais: J. C. Serroni, fala pelo Brasil, Sam Trubridge nos apresenta a realidade da produção cenográfica na Nova Zelândia, e Eric Fielding oferece uma visada panorâmica sobre a situação da cenografia nos palcos e nas escolas dos Estados Unidos. 

 

A revista conta ainda, com a participação da cubana residente no México, Ileana Diéguez, que discorre sobre uma prática que começa a se disseminar entre nós, a “desmontagem” de espetáculos, entendida como um procedimento ao mesmo tempo performativo e pedagógico. Do outro lado do Atlântico, de Cabo Verde, escreve João Branco, descrevendo práticas de transcriação de clássicos da dramaturgia europeia para o crioulo cabo-verdiano. 

 

Já o projeto virtual “Chame a Cacilda” nasceu da ideia de cooperação e se pauta em valores e princípios humanísticos de colaboração. A necessidade de criação de uma rede de cooperação entre artistas das artes do espetáculo se deu por meio da observação de demandas de serviços, materiais e capital humano, e da dificuldade de articulação entre estes profissionais para o alcance de seus objetivos de maneira não apenas eficiente, mas também sustentável.

 

Foi pensado em um espaço onde artistas pudessem trocar informações, textos, figurinos, materiais, objetos cênicos, captar parceiros, buscar profissionais, realizar doações, empréstimos, facilitar deslocamentos e propiciar alojamento alternativo quando em trânsito. Uma união de esforços com indivíduos, empresas e organizações transformando não apenas o seu contexto socioeconômico, mas também, o da classe artística.

 

Durante o lançamento, será realizada uma feirinha de trocas de materiais relacionados às artes do palco – textos, figurinos, adereços e objetos cênicos. A proposta é que as trocas sejam diretas e não envolvam dinheiro. O encontro terá ambientação cênica de aprendizes, com presença de um DJ e apresentação dos aprendizes de Humor, com a peça “… Que há de vir…”. O evento será apresentado pela cantora Renata Peron, recepcionista da Escola, que também cantará algumas músicas.

 

Para finalizar, as tais crônicas “de lá e cá” do livro de Ivam Cabral foram retiradas de seu blog Terras de Cabral, que o autor mantém desde 2004, e de sua conta no Twitter, criada quatro anos depois. A capa é uma colcha de retalhos de fotografias de seu Instagram, frutos de suas andanças pelo mundo.

 

Não foi, assim, um livro planejado no sentido estrito da palavra. Antes disso, estilhaços de situações, pílulas de momentos aparentemente desconexos, formam um caleidoscópio que mescla, a um só tempo, arte, vida, mundo contemporâneo, alta cultura, baixa cultura. Com todo o sabor peculiar que o autor injeta em qualquer história, acompanhamos, através de seus relatos, personagens reais que, no entanto, parecem saídas de uma obra de ficção. Ou vice-versa.

 

“Terras de Cabral – Crônicas de Lá e Cá” é prosa coloquial e saborosamente despretensiosa, através da qual percebemos que a poesia deve se impor, sempre, sobre a crueza cotidiana da vida.

 

 

Serviço

O que: Lançamento da revista A[L]BERTO#5, do projeto “Chame a Cacilda” e do livro de Ivam Cabral “Terras de Cabral – Crônicas de Lá e Cá”.

Quando: 26/11/2013, às 18h30 

Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt

Praça Roosevelt, 210 – Consolação

Tel. (11) 3775-8600