SP Escola de Teatro cria programação especial no mês da Consciência Negra

Publicado em: 19/11/2019

Neste mês da Consciência Negra, a SP Escola de Teatro cria programação especial com espetáculos que discutem questões ligadas a raça e classe social e abre inscrições para a primeira edição do Prêmio Solano Trindade.


BERTOLEZA

No dia 19 de novembro, às 21h, a Cia. Gargarejo apresenta a adaptação musical de “O Cortiço”, de Aluísio Azevedo, em sessão única na sede Roosevelt.
A Cia. acredita que agora é o momento de Bertoleza. É a afirmação da descolonização do pensamento ao adaptar musicalmente uma obra clássica do naturalismo brasileiro, dando voz e luz à vida de mulheres negras cujo feitos foram negligenciados pela história nacional.

Para a Gargarejo, abrir o processo de “Bertoleza” se faz necessário para caminharmos à conclusão do projeto e uma consequente temporada do espetáculo. É importante, para a Cia., o debate com o público para levantar questões necessárias para a construção do material cênico e dramatúrgico, trazendo à criação um movimento de retroalimentação. Os ingressos para a apresentação são vendidos no sistema pague quanto puder.

 

ZOOLÓGICO HUMANO

Com sessões aos sábados de novembro, a peça “Zoológico Humano”, se passa num futuro distópico, onde Hutu e Tutsi são os últimos negros restantes no mundo e são mantidos presos em um jardim zoológico para que se reproduzam. O espetáculo do Coletivo Não é Safári, foi criado por estudantes da SP Escola de Teatro, e está em cartaz na sala Hilda Hilst, na unidade Roosevelt da instituição.

Hutu, mulher negra, presa em uma jaula, teve sua ascendência dizimada e se encontra totalmente esgotada, incapaz de desenvolver qualquer perspectiva diferente para si. Tutsi, homem negro, acabou de ser capturado e jogado na jaula de Hutu, e recusa-se a vivenciar a situação desumana na qual é posto. O encontro dessas duas formas de enfrentar o poder gera questionamentos e transformações em ambos.

 

PRÊMIO SOLANO TRINDADE

Como parte das celebrações de seus 10 anos, a SP Escola de Teatro, ligada à Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado e gerida pela Associação dos Artistas Amigos da Praça (Adaap), lança em 2019 o Prêmio Solano Trindade.

A fim de traçar um panorama da nova produção dramatúrgica de jovens autores negros no Brasil, o concurso vai selecionar para publicação três textos de estudantes de escolas de teatro de todo o país, que vão ser publicados em livros, em formato impresso e digital.

Inscrições gratuitas, de 20 de novembro a 20 de dezembro de 2019, clicando aqui

 

 

Relacionadas:

Uncategorised | 06/ 04/ 2020

SP Escola de Teatro prorroga inscrições para o Processo Seletivo do curso técnico

SAIBA MAIS

Agenda | 20/ 03/ 2020

Diretor da SP Escola de Teatro, Ivam Cabral encena peça ao vivo no Instagram

SAIBA MAIS

Agenda | 05/ 03/ 2020

Confira a programação teatral do fim de semana da Roosevelt

SAIBA MAIS

 

O site da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco está sob licença Creative Commons. A cópia e a reprodução de seu conteúdo são autorizadas para uso não-comercial, desde que citado o devido crédito ao site, aos autores e fotógrafos. Não estão incluídas nessa licença obras de terceiros.

Para reprodução com outros fins, entre em contato com a Escola.

Assisdesign