EN | ES

SP Escola de Teatro brilha na Ernest Busch, respeitada universidade de teatro em Berlim

Publicado em: 18/05/2022

Na última semana, a SP Escola de Teatro fez história na Academia de Artes Dramáticas Ernst Busch, respeitada universidade de teatro sediada em Berlim e um dos palcos do Festival Theatertreffen, o maior acontecimento de teatro em língua alemã do mundo.

Ivam Cabral, diretor executivo da instituição, Rodolfo García Vázquez, coordenador de direção, Mauro Gil, artista egresso de direção, e Dennis Zapater, estudante de direção, marcaram presença no centro de estudos e no festival, que contou com várias palestras, workshops e apresentações.

Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez em frente à Academia de Artes Dramáticas Ernst Busch, em Berlim

Estudantes da SP oferecem oficinas culturais para público jovem na Associação Cristã Beneficente dos Coreanos, no Brás

Além disso, o grupo acompanhou os eventos de encerramento da Alexandria Nova, iniciativa que reúne sete universidades do norte da Europa, na qual a SP Escola de Teatro é a única instituição de fora do continente europeu a participar. Os dois jovens diretores brasileiros fizeram parte dos 2-3 anos de atividades pedagógicas internacionais do projeto, focado na pesquisa em teatro. De maneira que, simultaneamente, estudantes da SP e de faculdades da Alemanha, Lituânia, Islândia, Noruega, Suécia e Finlândia se reuniram em encontros virtuais para estudar e investigar os desafios da direção teatral contemporânea.

“No Alexandria Nova, conversamos sobre as formas de prática e criação, e esse diálogo levou a caminhos muito interessantes. Conseguimos aprender bastante com eles e ensinar também, trouxemos pautas contemporâneas que já pesquisamos no teatro há algum tempo, mas são pouco pesquisadas na Europa”, afirmou Gil.

Rodolfo García Vázquez em Berlim ministrando a palestra sobre teatro decolonial. Foto:

Os encontros também contaram com o lançamento do livro ¨Looking for Direction”, esse final de semana de Berlim, que celebrou o último encontro do projeto Alexandria Nova. García Vázquez escreveu um artigo para a obra intitulado The Decolonial Directing Approach (A abordagem Decolonial na Direção, tradução livre) e fez uma palestra sobre a temática também.

Rodolfo García Vázquez em Berlim ministrando a palestra sobre teatro decolonial. Foto:

Ivam Cabral elogiou o trabalho de Vázquez, pontuando aquilo que ele acredita terem sido pontos chave para o sucesso da explanação:

“Escrever e depois discursar sobre a importância de Paulo Freire, a decolonialidade e o teatro de grupo paulista, obtendo o respeito de uma plateia internacional, foi inesperado. Foi bonito demais! ”.

O diretor e autor do artigo comenta o destaque da SP Escola de Teatro na comemoração, para ele, a instituição trouxe um brilho a mais para o festival. Em suas redes sociais ele celebra o feito:

“Estamos em festa!”.

 




Relacionadas:

Notícias | 07/ 07/ 2022

Dramaturgia criada por estudante durante curso de extensão da SP estreia em julho no RJ

SAIBA MAIS

Notícias | 06/ 07/ 2022

Louise Azevedo, artista egressa da SP, celebra publicação de seu texto dramático ‘Apartamento’, pela editora Urutau

SAIBA MAIS

Notícias | 06/ 07/ 2022

Processo Seletivo 2/2022: Confira os aprovados para turmas do 2º semestre de 2022

SAIBA MAIS