EN | ES

Sérgio Róveri fala sobre Alberto Guzik

Publicado em: 09/06/2011

O Guzik nunca fez nada pela metade. Quando resolveu ser crítico, foi um dos melhores do País. Quando resolveu ser professor, também foi um dos melhores. E agora, que ele resolveu ser uma saudade, é de longe uma das maiores. Continuo me inspirando na paixão que ele teve pelo teatro, pelos amigos e pela vida. Ainda hoje, quando me vejo diante de uma dificuldade, penso logo em como o Guzik resolveria aquilo. À falta dele, a gente resolve do próprio jeito – mas sempre com aquela impressão de que poderia ser melhor.