Selecionados em edital, aprendizes da SP Escola de Teatro montam espetáculo na Funarte

Publicado em: 09/04/2018

O Complexo Cultural Funarte SP fica em Campos Elíseos, no centro de São Paulo. Foto: Divulgação.

Dois aprendizes da SP Escola de Teatro estão entre os contemplados do edital Laboratório da Cena 2018, da Fundação Nacional de Artes (Funarte). Entre abril e outubro deste ano, Higor Lemo (Direção) e Helder Parra (Dramaturgia) vão desenvolver a peça “Sobre Abismos e Pontes”, na Sala Arquimedes Ribeiro do complexo Funarte, em São Paulo.

Além de montar o espetáculo inédito no espaço, a Cia. Nômades Urbanos, da qual os aprendizes fazem parte, vai usá-lo também para ministrar oficinas de atuação e dramaturgia voltadas ao público durante todo o ano. A sala será dividida com outros sete projetos, todos contemplados pelo mesmo edital da Fundação.

“Sobre Abismos e Pontes” surgiu durante o Projeto Singular, ação do curso de Dramaturgia da SP Escola de Teatro. A atividade visa a criação de textos individuais por parte dos aprendizes, que recebem orientação de formadores e coordenadores no desenvolvimento dos textos.

O espetáculo traz reflexões sobre sentimentos aumentados pela vida nas grandes metrópoles, como a solidão e a sensação de enclausuramento. Questões ligadas à memória e a lembranças também são abordadas pelo texto, assinado por Helder Parra. Ainda não há elenco ou data de estreia definidos.

Para Rodolfo García Vázquez, coordenador do curso de Direção, Higor Lemo e Helder Parra “estão inseridos na geração de artistas que busca um teatro que saiba dialogar com questões atuais”. “A contribuição desta nova geração será fundamental para a evolução da arte teatral no país”, afirma.

A coordenadora do curso de Dramaturgia, Marici Salomão, também ficou feliz com a seleção do projeto dos aprendizes. “Quando uma dramaturgia ganha vida fora da escola é uma imensa alegria, dá a dimensão de um talento que está sendo lapidado”.




Relacionadas:

Notícias | 06/ 12/ 2021

Oficina Olhares: “É possível falar de masculinidade e feminilidade sem sermos binários?”, por Manfrin Manfrin

SAIBA MAIS

Notícias | 06/ 12/ 2021

Oficina Olhares: “As cores da foto do menino no poste estão desaparecendo”, por Milena Siqueira

SAIBA MAIS

Notícias | 06/ 12/ 2021

Oficina Olhares: “Se algo de fato existe, ele é feito de carne e sangra”, por Clara Prado

SAIBA MAIS