Segunda Semana de Lecturas Dramatizadas de Teatro Brasileño Actual

Publicado em: 16/05/2013

O público cubano terá a oportunidade de conhecer melhor a nova dramaturgia brasileira com a Segunda Semana de Lecturas Dramatizadas de Teatro Brasileño Actual, realizada de 27 a 30 de maio, no Centro Cultural Raquel Revuelta, localizado na capital Havana.

 

No evento, realização da Embaixada Brasileira em Cuba, por iniciativa de Sergio Couto, responsável pela área de Cultura do órgão, serão lidas obras de Francisco Carlos, Sergio Roveri, Diones Camargo e Aimar Labaki

 

Dentre os textos escolhidos, estão: “A Expedição dos Amantes da Maquina”, de Carlos, que segue a rota da expedição amazônica comandada em 1560-61 por Lope de Aguirre; “O Encontro das Águas”, uma peça sobre o acaso e seu inegável poder de provocar mudanças na vida das pessoas, assinada por Roveri; “Último Andar”, de autoria de Camargo, que destaca o cataclismo cotidiano vivido pelas personagens; e, finalmente, “O Anjo do Pavilhão Cinco”, de Labaki, que apresenta uma nova visão da brutalidade do Complexo Penitenciário do Carandiru. 

 

Ivam Cabral em Havana (Foto: Acervo pessoal) 

 

A direção das peças ficará a cargo de Raúl Martín, Julio César Ramírez, Rogelio Orizondo e Sahily Moreda – que em 2012 esteve na SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco, ministrando um curso de Extensão Cultural ao lado do dramaturgo Reinaldo Montero.

 

Também em 2012, Ivam Cabral, diretor executivo da Escola, esteve em Havana para participar da primeira edição do encontro, com sua peça “Faz de Conta que Tem Sol Lá Fora” – em espanhol, “Hazte Idea de Que Hay Sol Allá Afuera”. “Ver seu texto traduzido para outro idioma é muito emocionante. A língua espanhola acrescentou mais passionalidade à minha obra. E por tratar de um tema universal, a solidão, só vi pontos positivos na tradução. É prova de que a arte não tem fronteiras. É um processo muito saboroso”, observou Ivam na ocasião.

 

Ivam, a propósito, fez parte da própria concepção do projeto. Tudo começou em outubro de 2011, em um jantar com Sergio Couto e Reinaldo Montero. “A ideia era fazer um intercâmbio reunindo produções de autores cubanos e brasileiros. Assim, 12 peças brasileiras seriam traduzidas para o espanhol e 12 peças cubanas para o português”, lembra Ivam.

 

A primeira edição da Semana contou, ainda, com curadoria de Lúcia Camargo, coordenadora dos cursos de Extensão Cultural da Escola, que ficou responsável por selecionar os textos brasileiros. Alguns dos outros autores escolhidos foram Paulo Biscaia Filho, Marcos Barbosa, Newton Moreno e Marici Salomão, coordenadora do curso de Dramaturgia da Instituição.

 

 

Texto: Felipe Del

Relacionadas:

Uncategorised | 16/ 12/ 2021

16 de dezembro é dia do Teatro Amador: Conheça mais sobre essa importante prática cultural brasileira!

SAIBA MAIS

Notícias | 03/ 11/ 2021

Danilo Dal Lago, artista egresso da SP, estreia peça que contrapõe escritor periférico e mercado editorial

SAIBA MAIS

Notícias | 28/ 10/ 2021

Maria Bonomi inaugura obra no Memorial da América Latina que homenageia vítimas da pandemia

SAIBA MAIS