“Quarentenegação” e a ficção sutil que conecta angústias

Publicado em: 06/12/2020

Por Gabriela Lemos, especial para a SP Escola de Teatro

 

Estar confinado te obriga a confrontar verdades sobre si mesmo que antes se camuflavam na rotina intensa da cidade. Os apartamentos que usávamos para banhar e dormir viraram o mundo todo. As idas do quarto pro banheiro e da cozinha pra sala encurtaram as noções de distância. O tempo também parece mais elástico em 2020, que se arrastou em dias iguaizinhos e de repente nos trouxe até dezembro. E para tentar ser otimista e ver o copo desse ano meio cheio, penso que pelo menos vivemos em um tempo em que mesmo confinados, não estamos completamente sozinhos. Cada apartamento-mundo de classe média privilegiada possui uma janela com vista para a interminável realidade virtual. E foi daqui da minha que assisti Quarentenegação no Instagram da atriz e autora Carol Cucick, integrando a programação do Festival Satyrianas 2020.

 

O desabafo da Carol pode ser sentido por muitos jovens adultos artistas isolados nesse final de ano. Puxando os cabelos e obrigados a confrontar o barulho dos seus próprios pensamentos, entre um podcast e outro, uma maratona de série e outra, uma obra na calçada em frente e/ou no apartamento vizinho, uma live, uma aula online, uma selftape, um stories daquele amigo no bar-praia-shopping lotado. A Carol não aguenta mais e nos confessa com a sinceridade daquela amiga com quem se passa horas na chamada de vídeo. Neste sentido, a característica mais interessante de Quarentenegação é mostrar como a realidade atual permite uma ficção tão sutil e tão reconhecível, conectando nossos apartamentos-mundo e nossas frustrações em comum.

 

* Gabriela Lemos é participante da oficina olhares: poéticas críticas digitais, oferecida pela SP Escola de Teatro e ministrada pelo crítico Amilton de Azevedo, que supervisiona a produção e edita o material resultante.

 




Relacionadas:

Notícias | 14/ 04/ 2021

Patrícia Pillar recita poemas do livro Melancolia, que a ajuda nestes tempos de pandemia, em performance digital

SAIBA MAIS

Notícias | 14/ 04/ 2021

Vida e obra do diretor teatral Zbigniew Ziembinski é retratada em documentário inédito

SAIBA MAIS

Notícias | 14/ 04/ 2021

O que é semiologia teatral?

SAIBA MAIS

 

O site da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco está sob licença Creative Commons. A cópia e a reprodução de seu conteúdo são autorizadas para uso não-comercial, desde que citado o devido crédito ao site, aos autores e fotógrafos. Não estão incluídas nessa licença obras de terceiros.

Para reprodução com outros fins, entre em contato com a Escola.

Assisdesign