Ponto: Muito além da Broadway

Publicado em: 19/05/2015

Não há como devincular uma viagem a Nova York um espetáculo da Broadway. Os grandes musicais, as estrelas de Hollywood em cena e a experiência de presenciar um espetáculo grandioso, repleto de efeitos especiais, músicas e encantamento. Porém, escolher um entre tantos espetáculos que estreiam ou permanecem em cartaz há anos não é tarefa das mais simples.

Em primeiro lugar exatamente pela quantidade de ofertas. São dezenas as opções, que vão de musicais grandiosos e montagens de textos clássicos, com atores conhecidos no mundo todo ou personalidades teatrais do teatro americano. Mas depois da escolha, conseguir ingressos é uma tarefa nada fácil. Muitas temporadas têm ingressos esgotados por meses. Em outras, é possível compar um lugar ou dois na bilheteria poucos minutos antes do início da sessão. Mas nem sempre isso acontece.

Tem que se levar em conta, também, que nos teatros da Broadway não haverá ingressos em conta. O espectador tem que saber que vai desembolsar algumas centenas de dólares. Não importa a escolha. Nenhum espetáculo tem ingressos inferiores a US$ 150,00, o que no câmbio atual dá mais ou menos R$ 480,00, por pessoa.

Mas em Nova York não existem só os espetáculos da Broadway. Existe também a off Broadway e a off-off Broadway. Além da diferença de preços, existem outras diferenças que a maioria dos turistas não faz ideia do que se trata. Nenhuma delas têm a ver com a qualidade do espetáculo. Nem com o elenco, fora da Broadway também existem estrelas em cena, é só comprar o New York Times de domingo, por exemplo, e conferir a programação.

Mas as diferenças entre essas três categorias está restrita, na verdade, ao tamanho dos teatros.

É considerado um espetáculo da Broadway aquele que se apresenta em um teatro com mais de 499 lugares, entre as ruas 41 e 54 e as avenidas 6 e 8 em Manhattan. Há exceções quanto à localização (o Lincoln Center, por exemplo), mas não quanto ao tamanho do teatro.

Abaixo de 499 lugares, o teatro é considerado off-Broadway. Muitos musicais e peças começam off-Broadway e são promovidos à Broadway. O oposto também acontece. “Avenida Q”, por exemplo, estreou na Broadway e agora está sendo montado off. E “Rent” começou off, passou para a Broadway e depois de três anos sem ser encenado o musical está em circuito off-Broadway.

Já os espetáculos off-off Broadway são aqueles montados em teatros com menos de 100 lugares. E existem vários em Nova York. As produções são profissionalmente impecáveis e, muitas vezes, fazem parte do repertório de alguma companhia de teatro local. Um exemplo é o importante grupo La Mama.

É bom saber que os horários em Nova York são bem diferentes em relação ao Brasil. Os espetáculos começam às 20h normalmente, 19h aos domingos, e 14h ou 15h nas matinês (quartas, sábados e domingos). A duração varia de duas a três horas, com intervalo.

Texto: Carlos Hee