Peça leva ao palco a dolorosa memória de um abuso sexual

Publicado em: 10/08/2017

Foto: Mayra Azzi/Divulgação

 

O que acontece quando experiências traumáticas que foram reprimidas são trazidas à tona? O espetáculo Enquanto Ela Dormia, em cartaz no Centro Cultural Fiesp até 22 de outubro, narra a vida de Dora (Lucienne Guedes), uma professora de literatura cujas memórias submersas de sua infância despertam depois que ela presencia um caso de abuso em um ônibus.

As apresentações acontecem de quarta a sábado, às 20h30; e aos domingos, às 19h30. A entrada é gratuita.

 
A peça tem texto de Carol Pitzer, que estudo Dramatugia da SP Escola de Teatro; luz assinada pelo coordenador de Iluminação, Guilherme Bonfanti; e direção e concepção de Eliana Monteiro, artista parceira dos cursos regulares da Escola. 
 
A ideia do espetáculo surgiu depois que Carol ouviu um relato de violência de gênero sofrida por uma amiga. Observando os abusos diários vividos pelas mulheres e a partir das provocações artísticas de Antonio Duran, a dramaturga passou a se questionar sobre os mecanismos usados para minimizar, esconder e apagar essas violências.
 
O texto mira nas convenções sociais, estabelecidas há tanto tempo que chegam a ser naturalizadas: a dominância do gênero masculino na sociedade, bem como as consequências dessa dinâmica com o gênero feminino, são questões trazidas pela dramaturgia.
 
A encenação se baseia em três eixos: os contos de fada (que moldam grande parte do imaginário feminino), uma história de amor e histórias de amputações as quais as mulheres são submetidas em uma sociedade patriarcal.
 
Enquanto Ela Dormia é fruto de um processo colaborativo que foi buscar sua inspiração estética nas artes plásticas e na obra da fotógrafa norte-americana Francesca Woodman.
 

 

 




Relacionadas:

Notícias | 19/ 01/ 2022

Rita Miranda e Laércio Motta, artistas egressos da SP, promovem espetáculo infantil digital e gratuito!

SAIBA MAIS

Notícias | 19/ 01/ 2022

Ator alemão comemora sucesso de sua oficina na SP e promove espetáculo exclusivo na sede Roosevelt da instituição

SAIBA MAIS

Notícias | 19/ 01/ 2022

100 anos da semana de 1922: Conheça ‘Samba’, considerada a obra mais importante de Di Cavalcanti

SAIBA MAIS