Palestra: ‘Os Irmãos Karamázov: um romance polifônico, com Fátima Bianchi e Priscila Gontijo

Publicado em: 28/11/2014

Como parte do projeto Karamázov, a Cia. da Memória promove hoje (28), na Sede Roosevelt da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco, a última palestra do ciclo de encontros “Os Irmãos Karamázov: um romance múltiplo”. Trata-se de uma ação formativa e gratuita, destinada a refletir sobre o último romance de Fiódor Dostoiévski, e está vinculada à temporada do projeto Karamázov, da companhia, na Escola.

 

A primeira palestra foi realizada no dia 7 de novembro, tendo como convidados Luiz Felipe Pondé e Elena Vássina. O tema foi “Os irmãos Karamázov: um romance hagiográfico”. O segundo encontro, “Os Irmãos Karamázov: um romance tragédia”, aconteceu no dia 14, com a participação de Paulo Sérgio de Jesus Costa e apresentação e mediação de Elena Vássina.

 

O terceiro e último encontro acontece hoje (28), às 21h. Fátima Bianchi e Priscila Gontijo conversam sobre o tema “Os Irmãos Karamázov: um romance polifônico”.

 

 

Os convidados

Fátima Bianchi é graduada em Russo pela FFLCH-USP. De 1983 a 1985 estudou no Instituto Púchkin de Língua e Literatura Russa, em Moscou. Defendeu sua dissertação de mestrado (sobre a novela “Uma criatura dócil”, de Dostoiévski) e sua tese de doutorado (para a qual traduziu a novela “A senhoria”) na área de Teoria Literária e Literatura Comparada, também na USP. Em 2005, fez um estágio de seis meses na Faculdade de Filologia da Universidade Estatal de Moscou Lomonóssov. Traduziu Ássia, de Turguêniev (Cosac Naify, 2002); Uma criatura dócil, de Dostoiévski (Cosac Naify, 2003); Verão em Baden-Baden, de Leonid Tsípkin (Companhia das Letras, 2003), além de contos e artigos de crítica literária.

 

Priscila Gontijo é dramaturga, roteirista, atriz e coordenadora de pesquisa-ação do Programa Vocacional. Formada em Licenciatura em Letras Português/Francês na Pontifícia Universidade Católica, PUC/SP. Nasceu no Rio de Janeiro, onde participou da companhia Os Privilegiados, dirigida por Antônio Abujamra. Integrou o Centro de Pesquisa Teatral (CPT) comandado por Antunes Filho. É também fundadora da Companhia da Mentira, onde começou a encenar seus próprios textos. 

 

Os espetáculos

Os três espetáculos que compõem o projeto Karamázov, da Cia da Memória, com direção de Ruy Cortez e dramaturgia de Luis Alberto de Abreu, cumprem temporada até 15 de dezembro.

 

“Uma anedota suja”, “Karamázov: Os irmãos” e “Karamázov: Os meninos” foram criados a partir das obras “Uma história lamentável” e “Os irmãos Karamázov”, de Fiódor Dostoiévski. As montagens formam um tríptico dramático em que a primeira história se apresenta como o embrião filosófico das outras duas.

 

Entram em cena nos espetáculos os atores Antonio Salvador, Eduardo Osório, Marcos de Andrade, Ricardo Gelli, Jean Pierre Kaletrianos e Rafael Steinhauser.

 

As peças também integram a programação da Satyrianas 2014, com sessões realizadas de 20 a 23 novembro. O projeto pode tanto ser visto em 3h45, em um único dia, como separadamente.

 

Em “Uma anedota suja”, o funcionário público Ivan Illitch Pralinski, depois de beber demais com dois colegas, resolve colocar em prática sua teoria filosófica baseada na vontade de praticar a bondade com pessoas de baixo estatuto social e, para isso, invade a festa de casamento de seu subordinado no meio da noite. As sessões da montagem serão realizadas de sábado, às 20h; domingo, às 17h, e segundas, às 19h. 

 

“Karamázov: Os irmãos” se constrói em torno do parricídio – um pai é morto pelos próprios filhos. É centrado nas relações entre o pai devasso Fiódor Karamázov e seus quatro filhos: Aliócha, puro e místico; Ivan, intelectual e atormentado; Dmitri, orgulhoso, lascivo e apaixonado; Smerdiakóv, bastardo, grotesco e epilético. Sessões de sábado, às 21h30, domingo, às 18h30, e segunda, às 20h30.

 

A parte final, “Karamázov: Os meninos”, conta a história das crianças de uma cidade do interior da Rússia. Elas choram, celebram e enterram um miserável menino-anjo que morreu tuberculoso, mas que, com a sua morte, injetou solidariedade e esperança nos que ficaram. Sessões de sábado, às 23h30; domingo, às 20h30, e segunda, às 22h30.

 

Excepcionalmente nos dias 21 de novembro (Satyrianas), 5 e 12 de dezembro haverá espetáculo, sendo “Uma anedota suja”, às 20h; “Karamazóv: Os irmãos”, às 21h30, e “Karamázov: Os meninos”, às 23h30.

 

Serviço

Ciclo de encontros “Os Irmãos Karamázov: um romance múltiplo”

Quando: Dia 28/11, às 21h

Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt

Praça Roosevelt, 210 – Centro

Tel.: (11) 3775-8600

Grátis

 

Texto: Felipe Del

Relacionadas:

Notícias | 03/ 11/ 2021

Danilo Dal Lago, artista egresso da SP, estreia peça que contrapõe escritor periférico e mercado editorial

SAIBA MAIS

Notícias | 28/ 10/ 2021

Maria Bonomi inaugura obra no Memorial da América Latina que homenageia vítimas da pandemia

SAIBA MAIS

Uncategorised | 01/ 10/ 2021

Festival Satyricine Bijou anuncia vencedores da mostra competitiva e homenageia a atriz e cineasta Helena Ignez

SAIBA MAIS