EN | ES

Os Irmãos Lumière e seu Autocromo

Publicado em: 10/06/2011

 

 Há exatos 104 anos, no dia 10 de junho de 1907, os Irmãos Lumière apresentavam ao mundo uma criação que seria o primeiro passo para que a fotografia colorida fosse difundida mundo afora: o Autocromo Lumière.

 

Patenteado em 1903 pela dupla, o sistema do autocromo (“a cor por si mesma”) consistia em uma chapa de vidro coberta por uma camada bem fina de minúsculos grãos de fécula de batata na cor laranja, verde e violeta, que eram sobrepostos a uma fotografia preta e branca. Na sequência, a chapa recebia uma camada de verniz impermeável para ser imersa em emulsão pancromática – solução homogênea de compostos sensíveis a todas as cores –, responsável pelo leve colorido que se observava nas imagens.

 

Este processo permitia a captura da cena em cores em uma única etapa. Sua revelação exigia apenas inversão em positivo da imagem negativa impressa, criando uma ilusão de cor quando observada a certa distância.

 

Luís Lumière, principal responsável pela criação, continuou suas pesquisas para elaborar a fabricação industrial das placas, que chegaram à Academia de Ciências de Paris em 30 de maio de 1904. Em junho de 1907, finalmente obteve êxito, introduzindo no mercado o primeiro processo comercial de fotografia em cores da história.

 

Vale ressaltar que essas fotografias não foram as primeiras a serem registradas em cores. Esse feito foi alcançado pelo físico James Clerk Maxwell em 1861.

 

Mas foi nesse momento que a reprodução fotográfica colorida passou a ser do alcance de todos. O Autocromo Lumière foi o principal sistema de captação de imagens a cores na Europa até 1930.

 

Graças aos avanços obtidos pelos Irmãos Lumière, hoje a fotografia colorida faz parte do nosso cotidiano. Não é diferente na SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco, que conta com duas galerias de fotos, a Galeria Multimidia e a Galeria Virtual, ilustrando a Escola em belas imagens. Você pode conferir aqui os primeiros autocromos produzidos pelos Lumière.

 

 

 

Resultado do Concurso #FotocenaSP 2ª Edição

 

 

 

E por falar em fotografia, hoje, coincidentemente, é o dia marcado para a divulgação do vencedor da segunda edição do Concurso Cultural #FotocenaSP. Depois de duas semanas recebendo respostas inovadoras e originais, a segunda edição do evento chegou ao fim nesta quarta-feira. Agora, apesar de se tratar de uma difícil decisão, é preciso divulgar quem venceu o desafio.

 

Então, lá vai: o grande vencedor é … o twitteiro @fer_morais. Parabéns, Fernanda Morais! Sua resposta foi eleita a mais criativa do concurso. Como recompensa, você receberá um kit da SP Escola de Teatro contendo squeeze, camiseta, lápis, caderno e caneca de porcelana.

 

Gostaríamos de agradecer, em nome de toda a equipe da SP Escola de Teatro – Cento de Formação das Artes do Palco, a participação de Fernanda e de todos os twitteiros, que enviaram histórias fantásticas para a foto postada no twitter da Escola utilizando apenas 140 caracteres.

 

O maior objetivo do #FotocenaSP era fazer com que os participantes se divertissem e deixassem sua imaginação fluir. Meta cumprida.

 

Veja, ao lado, a resposta enviada pelo vencedor do concurso e aguarde pois a SP Escola de Teatro tem várias surpresas reservadas ainda para este ano. Em todas elas, sua participação é sempre bem-vinda.

 

Além do twitter (@escoladeteatro) e do Portal, você pode acompanhar todas as novidades da Escola pelo facebook (www.facebook.com/escoladeteatro) e pelo orkut (SP Escola de Teatro). Fique atento!