“O FUTURO”: IMPORTANTE CHEGAR DESAVISADO

Publicado em: 06/12/2020

Por Gabriela Lemos, especial para SP Escola de Teatro

 

o futuro

não é em alta definição

não é colorido

nem linear

nem tão aristotélico

precisa permanecer pra fazer sentido

tentando

eu tentaria

o futuro 

puxa o tapete

prende o fôlego 

conjuga o verbo errado por diversão

incomoda 

tropeça 

desafia

borra o giz na cartolina preta com a mão

o futuro

sobe e desce 

é um não-lugar

passagem de quem vai jogar mais uma garrafa de vinho tinto no lixo reciclável enquanto se cobra por ter pedido mais uma pizza e começado mais uma temporada mesmo sendo três horas da manhã e a cabeça já doer de tanta luz azul nas retinas o dia inteiro todo dia assim

cemitério dos extintos

e a saudade que dá mesmo desse mundo

o futuro 

eu entendo

amedronta

ameaça enquanto manda beijinho de blusão branco como quem não quer nada

eu experimentaria ter

medo do futuro 

porque é simples

e tem tudo

* Gabriela Lemos é participante da oficina olhares: poéticas críticas digitais, oferecida pela SP Escola de Teatro e ministrada pelo crítico Amilton de Azevedo, que supervisiona a produção e edita o material resultante.




Relacionadas:

Notícias | 14/ 04/ 2021

Patrícia Pillar recita poemas do livro Melancolia, que a ajuda nestes tempos de pandemia, em performance digital

SAIBA MAIS

Notícias | 14/ 04/ 2021

Vida e obra do diretor teatral Zbigniew Ziembinski é retratada em documentário inédito

SAIBA MAIS

Notícias | 14/ 04/ 2021

O que é semiologia teatral?

SAIBA MAIS

 

O site da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco está sob licença Creative Commons. A cópia e a reprodução de seu conteúdo são autorizadas para uso não-comercial, desde que citado o devido crédito ao site, aos autores e fotógrafos. Não estão incluídas nessa licença obras de terceiros.

Para reprodução com outros fins, entre em contato com a Escola.

Assisdesign