O ator e a máscara com Cida Almeida

Publicado em: 17/06/2015

A atriz, diretora e educadora Cida Almeida realiza o workshop “O ator e a máscara”, de 29 de junho a 2 de julho, na Arara Residência Artística, na Vila Madalena, em São Paulo.  O workshop propõe articular algumas ideias sobre a função e importâncias do trabalho com as máscaras no teatro contemporâneo por meio de uma prática com as máscaras neutra e do clown. Além de promover uma discussão sobre a formação artística e reflexões sobre a ética e as escolhas estéticas dentro do teatro e na vida. Serão 12 horas de trabalho com o objetivo de criar uma experiência intensa e provocadora sobre o caminho do artista-criador.

Durante quatro encontros de três horas, pretende-se que os participantes entrem em contato com os princípios que norteiam a pedagogia com as máscaras: a curiosidade, a descoberta, a percepção espacial e corporal; expressividade, precisão e limpeza gestual; e o Grammelot e a fabulação.
 
Os encontros serão divididos em uma hora de treinamento físico e energético e duas horas com a máscara. As inscrições devem ser feitas pelo e-mail clowncomcida@gmail.com e deve conter uma carta de interesse com no máximo 10 linhas. Para a participação, o candidato faz um investimento de R$300,00 (pagamento efetuado até 22/06) ou R$350,00 (pagamento após 22/06)

Cida Almeida

Natural de Salvador/BA, é formada pela Escola de Arte Dramática da USP e pela Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul), em Filosofia. Desde 1987, ministra cursos e dirige espetáculos na linguagem das máscaras, com vistas à divulgação e à formação de artistas por meio de uma pedagogia para o Intérprete Popular. Ministra cursos, dirige espetáculos e mantem um núcleo de estudos e pesquisa da arte cômica.
 
Seus espetáculos são frequentemente fundamentados na linguagem do palhaço, mas a formação do intérprete cômico e popular os leva a caminhos estéticos muito além do nariz vermelho. Especialista na formação e preparação de atores através das máscaras teatrais, com ênfase na linguagem do clown e no aprimoramento da criatividade, intuição, percepção e conscientização corporal.

Desenvolveu uma metodologia que possibilita ao artista um encontro com sua identidade atoral, tendo como princípios a pedagogia de Jacques Lecoq, os questionamentos e caminhos de Dario Fo e a cultura popular brasileira.
  

Serviço:

Onde: Arara Residência Artística – Rua Agostinho Bezerra, 87 – Vila Madalena – São Paulo/SP
Quando: 29 e 30 de Junho; 01 e 02 de Julho, das 19h às 22h