Nota de pesar: O adeus a Lúcia Camargo

Publicado em: 20/07/2020

Morreu nesta segunda-feira (20), aos 76 anos, a jornalista, produtora e gestora cultural Lucia Camargo. Ela era coordenadora de Extensão Cultural e Projetos Especiais da SP Escola de Teatro desde 2011 – com um intervalo entre 2016 e 2018, quando assumiu o cargo de secretária adjunta de Cultura do Estado. Lucia estava internada desde o último sábado (18), no Hospital Santa Isabel, em São Paulo, após sofrer um AVC.

Todos nós que compomos a SP Escola de Teatro e a Associação dos Artistas Amigos da Praça lamentamos, consternados, a perda de Lucia, uma mulher cuja vida foi dedicada absolutamente à cultura e à formação artística.

“Lucia Camargo é uma mulher fundamental na história do teatro brasileiro, seja à frente de projetos de formação artística, na gestão de importantes instituições cultural do País e como curadora e júri de premiações e festivais. Uma pessoa inteligentíssima, atenta e dedicada à sua grande paixão, que era a arte”, diz o diretor da SP Escola de Teatro, Ivam Cabral. “Pessoalmente, tenho um imenso amor por Lucia, enorme admiração. Somos conterrâneos, e nos conhecemos ainda nos anos 1980, quando ela era diretora do Teatro Guaíra, em Curitiba, e eu, estudante de Artes Cênicas. Admirava o trabalho dela e tinha muito respeito por sua trajetória. Duas décadas depois, o destino me presenteou em ter Lucia Camargo como minha amiga e parceira de sonhos. Parte, hoje, um pedaço de mim.”

Lucia Camargo, Ivam Cabral e Marici Salomão, no lançamento do Acervo Antonio Abujamra, na SP Escola de Teatro, em maio de 2019. Foto: André Stefano/SP Escola de Teatro

TRAJETÓRIA

A paranaense Lúcia Maria Glück Camargo tem um extenso currículo profissional. Além da formação em Jornalismo, também cursou a licenciatura em Pedagogia, especializou-se em Produção para Televisão Educativa e era mestra em História do Brasil. Deu aula na Universidade Federal do Paraná e na PUC-Paraná.

Lucia teve passagens por importantes instituições públicas do País e ocupou cargos em pastas de poderes executivos, estruturando relevantes ações de políticas públicas de cultura.

No seu estado natal, compôs o conselho de arte e foi diretora da Fundação Teatro Guaíra, dirigiu e presidiu a Fundação Cultural de Curitiba, foi também diretora do escritório sulista da Funarte e Secretária de Cultural do Paraná e da capital. Em Minas Gerais, ela foi diretora presidente do Instituto Cultural Orquestra Sinfônica, presidente da Fundação Clóvis Salgado e diretora do Centro de Referência Audiovisual da Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte.

Já em São Paulo, Lucia Camargo foi diretora da Divisão de Teatro da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, no início dos anos 1990, e, de 2001 a 2004, diretora artística e técnica do Theatro Municipal.

Em 2011, ela foi convidada para integrar a equipe da SP Escola de Teatro, onde criou projetos de formação abertos à comunidade, através dos cursos de extensão, e a curadoria de residências artísticas e de pautas das salas multiuso da instituição. Em 2016, afastou-se por dois anos da função para se tornar secretária adjunta de Cultura de São Paulo, na pasta comandada por José Roberto Sadek.

Também na cidade, a produtora colaborou com a Associação Paulista dos Amigos da Arte (APAA), sendo uma das responsáveis pela programação do Teatro Sergio Cardoso.

A jornalista, produtora e gestora cultura Lúcia Camargo. Foto: André Stefano/SP Escola de Teatro.

PAIXÃO PELO TEATRO

Lucia Camargo era uma exímia espectadora teatral, atenta a todos os espetáculos em cartaz. Característica intrínseca ao ofício de julgadora do Prêmio Shell de São Paulo e de curadora de festivais como o de Curitiba, ao qual estava ligada desde 1995.

Assim, ainda, percorreu pelas plateias internacionais, a convite de significativos festivais do mundo, a exemplo da França, Itália, Estados Unidos, Venezuela e Alemanha.

Relacionadas:

Notícias | 07/ 08/ 2020

SP Escola de Teatro oferece curso online gratuito de produção cultural

SAIBA MAIS

Notícias | 07/ 08/ 2020

Terça Insana faz peça no palco com transmissão digital

SAIBA MAIS

Notícias | 07/ 08/ 2020

Teatro D em SP cria programação de peças entre carros

SAIBA MAIS

 

O site da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco está sob licença Creative Commons. A cópia e a reprodução de seu conteúdo são autorizadas para uso não-comercial, desde que citado o devido crédito ao site, aos autores e fotógrafos. Não estão incluídas nessa licença obras de terceiros.

Para reprodução com outros fins, entre em contato com a Escola.

Assisdesign