Nota de pesar: Morre Toni Edson, formador da SP Escola de Teatro

Publicado em: 02/12/2021

Na última quarta-feira, 1.º de dezembro, o artista formador da SP Escola de Teatro Tony Edson faleceu vítima de um infarto em Aracaju/SE.

Toni foi um ator negro sergipano, dramaturgo, diretor, compositor e professor.  Ele dedicou grande parte de sua vida à arte, a contar histórias, atuar, dirigir, compor e estudar. Se tornou mestre em literatura brasileira pela UFSC e doutor em Artes Cênicas pela UFBA, e depois foi professor da área na UFSC. Também deu aulas de Prática Teatral na UDESC e orientava, desde 2013, o curso de Encenação e Teatro de Rua da Escola Técnica da Universidade Federal de Alagoas (ETA/UFAL). Atualmente, o artista trabalhava como curador na seção ECOA do UOL.

Em maio de 2021, Toni Edson esteve presente na SP e, a convite de Fabiano Lodi, ministrou uma aula especial em formato remoto para os aprendizes do Módulo Verde do curso de direção. Neste encontro ele falou sobre práticas de direção teatral, contação de histórias, as referências afro brasileiras que ele investigava nas criações cênicas e contou diversas histórias sobre sua jornada e experiência como artista e ativista do movimento negro.

Além da grande atuação no campo da educação, ele foi um expoente nacional na arte da contação de histórias, sendo destaque pela sua relação com os Djeli de Burkina Faso, país da África Ocidental, onde mantinha forte vínculo com François Moïse Bamba e a família Kouyaté.

A SP Escola de Teatro e toda a equipe de colaboradores da instituição se consterna e lamenta a morte de Toni Edson, um homem inspirador e que impactou a vida de centenas de pessoas, entre estudantes, orientandos, colegas e artistas durante sua trajetória.




Relacionadas:

Notícias | 21/ 01/ 2022

Agenda Cultural : As melhores dicas para o seu fim de semana

SAIBA MAIS

Notícias | 21/ 01/ 2022

Estudantes de humor da SP mergulham em curiosa e divertida experiência cênica audiovisual; confira!

SAIBA MAIS

Notícias | 21/ 01/ 2022

No mês da visibilidade trans, Coletiva Profanas, com o apoio do Satyros, promove espetáculo de transdramaturgia na casa de cultura do Butantã

SAIBA MAIS