Nota de pesar: Morre Renata Pallottini, poeta e dramaturga, aos 90 anos

Publicado em: 08/07/2021

Morreu na madrugada desta quinta, 8, a poeta, ensaísta e dramaturga paulistana Renata Pallottini, aos 90 anos. Ela estava internada desde o dia 1º, no Hospital Santa Catarina, em São Paulo, e tratava de um antigo problema de saúde.

Pallottini era formada em direito pela Universidade de São Paulo (USP) e em filosofia pela PUC-SP. Em 1952, imprimiu seu primeiro livro de poesia Acalanto.

Ela foi tradutora da versão de 1960 do musical Hair, sob direção de Ademar Guerra, que tinha no elenco, entre outros, Antonio Fagundes e Aracy Balabanian.​

Sua primeira peça, a comédia O Crime da Cabra, de 1965, venceu o prêmio Molière de teatro. Além de escrever peças de teatro e poesia, fez trabalhos para a TV. Participou da escrita de capítulos da novela Os Imigrantes, da Bandeirantes, e da adaptação brasileira de Vila Sésamo, além de ser coautora da série global Malu Mulher.

Entre seus livros publicados,  há obras infantis e juvenis, como As Três Rainhas Magas, antologias de poemas, como Chão de Palavras, o romance policial Chez Mme; Maigret, e estudos importantes de dramaturgia, como Dramaturgia de Televisão.

Pallottini era professora emérita da USP desde 2012, onde lecionou na Escola de Arte Dramática (EAD), na qual estudou nos anos 1960, e no departamento de Artes Cênicas da Escola de Comunicações e Artes (ECA) .

Em 2016, a Coleção Aplauso, da Imprensa Oficial, publicou a biografia Renata Pallottini: Cumprimenta e Pede Passagem, de Rita Ribeiro Guimarães.

Para Marici Salomão, coordenadora de dramaturgia da SP Escola de Teatro, Pallottini sempre será uma dos principais poetisas brasileiras e deixa um legado inestimável para as próximas gerações de escritores e intelectuais.

“Renata Pallottini marcou gerações de dramaturgas e dramaturgos, com livros importantes publicados, como Introdução à Dramaturgia e A Construção da Personagem. Foi uma dramaturga pioneira, já que tão poucas eram conhecidas nos anos 50. Além de poeta da grandeza maior, foi também novelista e roteirista de programas televisivos. Vai deixar saudades!”

O velório da dramaturga aconteceu nesta quinta, 8, no Cerimonial Pacaembu, em São Paulo.




Relacionadas:

Notícias | 28/ 10/ 2021

Maria Bonomi inaugura obra no Memorial da América Latina que homenageia vítimas da pandemia

SAIBA MAIS

Notícias | 28/ 10/ 2021

Série Grandes Atrizes: Beatriz Segall

SAIBA MAIS

Notícias | 27/ 10/ 2021

Miguel Arcanjo Prado e Ellen de Paula debatem sobre a 3ª edição do Festival Dona Ruth em live transmitida pela SP

SAIBA MAIS