Musical retrata a trajetória do músico Chorão e sua banda

Publicado em: 02/03/2015

Escrito por Well Rianc, dirigido por Bruno e Luiz Sorrentino, estréia dia 13 de março, no Teatro Gamaro (Antigo Teatro Anhembi Morumbi), o espetáculo “Dias de Luta, Dias de Glória – Charlie Brown Jr, o Musical”, que retrata a trajetória do paulistano Alexandre Magno Abrão, mais conhecido como Chorão, fundador, e vocalista de uma das bandas brasileiras mais icônicas do mundo do Skate.

Fundada em 1992, na cidade de Santos, a Charlie Brown Jr teve Chorão como o único integrante presente em todas as formações da banda, o que faz dele o personagem principal de “Dias de luta, Dias de glória –  Charlie Brown Jr, o Musical”, que revisita as duas décadas de sucesso dos meninos que conquistaram o público com um estilo musical próprio, misturando ritmos como rock, hardcore, reggae, rap e o skate punk em seus clássicos sucessos como “Zoio de Lula”, “Proibida Pra Mim”, “Meu Novo Mundo”, e a canção título “Dias de Luta, Dias de Glória”.

O grande trunfo do espetáculo é o ator DZ6, que foi selecionado depois da audição de mais de 2.000 candidatos ao papel de Chorão. Natural de Blumenau, Santa Catarina, DZ6 trabalha com música desde os 16 anos. Reconhecido por sua semelhança com o músico, imediatamente ao se apresentar para o teste conquistou os diretores e produtores, apesar de não ter nenhuma intimidade com a arte de representar.

Mas depois dos ensaios, ficou constatado que esse não era nenhum problema, na medida em que DZ6 logo mostrou intimidade com o palco e mostrou uma impressionante semelhança física e vocal com Chorão.

A montagem conta com 25 atores e 10 músicos, que dividirão espaço com uma pista de skate, que representa a cultura sempre presente no universo da banda santista, e com os grafites feitos pelo artista Wellington Naberezny, mais conhecido como Sipros, que dão liga às cenas, apresentadas à platéia pela ótica do próprio Chorão, e que passarão por uma sequência de fatos que vão desde sua chegada ao litoral, com 17 anos, em 1987, a formação da banda em 1992, o reconhecimento comercial, em 1999, até a trágica morte do vocalista, em 2013.

Detalhado e bem pontuado, o texto, escrito por Well Rianc, relata não só o estrondoso sucesso daqueles que tinham como diferencial uma conexão direta com o público jovem, através de suas letras muitas vezes discursadas, divididas entre relatos românticos e criticas a sociedade, como também os casos, acasos e polêmicas – pessoais e profissionais – dos envolvidos.

Sob a direção de Bruno Sorrentino e Luiz Sorrentino, direção musical da S3 Produções, coreografias de Guto Muniz e Matheus Ribeiro (coreografo dos skatistas), e cenografia da S3 Produções Artísticas, responsável também pela realização do projeto, o musical tem o patrocínio do Grupo Gamaro e o co-patrocínio da New Era, que assina também os figurinos e souvenirs oficiais exclusivos, que podem ser adquiridos durante toda a temporada do espetáculo, que inclui em seu roteiro, além de São Paulo, cidades como Santos, Curitiba e Rio de Janeiro.

Classificação: 12 Anos ou menores de 12 anos acompanhado do responsável Legal.

Meia Entrada: Estudantes, professores da rede pública e estadual de SP, idosos, aposentados e PNE.
Atenção: Setor PNE disponível apenas para compra na Bilheteria do Local.

Ponto de Venda Sem Taxa de Conveniência: Teatro Gamaro (Antigo Teatro Anhembi Morumbi), localizado Rua Dr Almeida Lima, 1176 – Mooca – Estação Bresser/Mooca