Mortes escritas por Shakespeare são encenadas em ‘E, com um beijo…Eu morro’

Publicado em: 20/09/2018

As palavras finais de Romeu – o adolescente que, ao lado de Julieta, protagonizou a maior história de amor do teatro – dão título ao espetáculo “E, com um beijo…Eu morro”, que encena as 68 mortes escritas para o palco por William Shakespeare. A peça, em cartaz na SP Escola de Teatro de 21 de setembro a 22 de outubro, tem sessões sextas, sábados e segundas, às 21h; e domingos, às 19h. Os ingressos custam R$ 20 e R$ 10.

Foto: Michel Igielka/Divulgação

Encenadas pelo coletivo Bobik & Sofotchka, formado na Alemanha pela diretora Márcia Nemer, as mortes não vêm seguidas de muito contexto. Alguns personagens ainda revelam seus nomes, outros são reconhecidos por palavras finais lembradas até hoje.

Mas a ideia, segundo Márcia, é menos apresentar a obra de Shakespeare e mais atiçar a curiosidade do público para um mergulho mais profundo nos trabalhos do inglês, o mais famoso dramaturgo da História. A inspiração, conta a diretora, veio do Soneto 71 do autor inglês, que diz: “Não lamente por mim quando eu morrer”.

Além de Romeu e Julieta, outros personagens famosos também têm suas mortes encenadas, como Hamlet e o Rei Lear. No elenco estão Alexcia Custódio, Daíse Neves e Samira Lochter. Além de dirigir “E, com um beijo…Eu morro”, Márcia Nemer também assina a dramaturgia da peça.




Relacionadas:

Notícias | 06/ 12/ 2021

Oficina Olhares: “É possível falar de masculinidade e feminilidade sem sermos binários?”, por Manfrin Manfrin

SAIBA MAIS

Notícias | 06/ 12/ 2021

Oficina Olhares: “As cores da foto do menino no poste estão desaparecendo”, por Milena Siqueira

SAIBA MAIS

Notícias | 06/ 12/ 2021

Oficina Olhares: “Se algo de fato existe, ele é feito de carne e sangra”, por Clara Prado

SAIBA MAIS