Morre aos 92 anos a atriz Beatriz Segall

Publicado em: 05/09/2018

A atriz Beatriz Segall no papel de Odete Roitman. Foto: Reprodução

Morreu nesta quarta-feira (5), aos 92 anos, a atriz Beatriz Segall. Uma das mais emblemáticas artistas da dramaturgia brasileira, ela marcou a história do país com personagens inesquecíveis, como a vilã Odete Roitman, na novela “Vale Tudo”.

LEIA TAMBÉM:
>> Aos 89 anos, Beatriz Segall será homenageada em cena
>> Opinião: Beatriz Segall por Nilu Lebert
>> Opinião: Beatriz Segall por Alexandre Reinecke

Beatriz começou a carreira profissional no Teatro Popular de Arte, ao lado de Jardel Filho. Ao longo da trajetória, passou pelo Teatro Oficina, sendo dirigida José Celso Martinez, e atuou em espetáculos como “Marta Saré”, texto de Gianfrancesco Guarnieri, e “O Inimigo do Povo”, de Henrik Ibsen. Além disso, foi dirigida por nomes como Gabriel Villela, Fernando Peixoto e Marcos Caruso.

Beatriz Segall também fez parte das primeiras reflexões em torno da criação da SP Escola de Teatro. “Ela foi muito importante na construção do processo pedagógico”, afirma o diretor executivo da Instituição, Ivam Cabral. “Beatriz era muito amiga de Alberto Guzik (um dos fundadores da Escola, ele morreu em 2010), e quando pensávamos o modelo de pedagogia, ela se reuniu várias vezes conosco. Dizia, inclusive, que queria se dedicar à pedagogia. Só não conseguiu dar aulas na Escola porque não encontrava tempo na agenda. E foi uma história que durou até recentemente – às vezes ela me ligava para saber como estava a escola.”

 




Relacionadas:

Notícias | 06/ 12/ 2021

Oficina Olhares: “É possível falar de masculinidade e feminilidade sem sermos binários?”, por Manfrin Manfrin

SAIBA MAIS

Notícias | 06/ 12/ 2021

Oficina Olhares: “As cores da foto do menino no poste estão desaparecendo”, por Milena Siqueira

SAIBA MAIS

Notícias | 06/ 12/ 2021

Oficina Olhares: “Se algo de fato existe, ele é feito de carne e sangra”, por Clara Prado

SAIBA MAIS