MIRADA – Um Novo Olhar para o Teatro Íbero-Americano

Publicado em: 06/08/2010

Sozinho com sua potente voz no palco do Sesc Consolação, em São Paulo, o ator e diretor Cacá Carvalho abriu, ontem (5), a noite de lançamento da primeira edição do MIRADA – Festival Ibero-Americano de Artes Cênicas de Santos.
 
O ator declamou poemas que falam sobre o mar e as pontes que unem os homens e as mulheres de todas as partes do mundo como “Ítaca”, do grego Konstantinos Kaváfis; “Mar Português”, poesia de Fernando Pessoa; e “A Ponte”, do uruguaio Mario Benedetti. A platéia estava lotada de jornalistas e artistas. A equipe de Comunicação e Ideais da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco também participou do evento.
 
Após as leituras, subiram ao palco, os organizadores do projeto, Danilo Santos de Miranda, diretor regional do SESC SP, Antunes Filho, diretor do Centro de Pesquisa Teatral/SESC (CPT/SESC), Hernán Lombardi, Ministro da Cultura de Buenos Aires e João Paulo Tavares Papa, Prefeito de Santos.
 
A primeira edição do MIRADA será entre os dias 2 e 11 de setembro e presta homenagem à produção teatral argentina, com a presença de cinco grandes realizadores do país, entre eles o diretor Daniel Veronese, um dos mais respeitados dramaturgos e diretores argentinos da atualidade.
 
Além de espetáculos da Argentina e do Brasil, o MIRADA oferecerá ao público um panorama da produção contemporânea de Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Espanha, México, Peru, Portugal, Uruguai e Venezuela em um espaço que propõe o encontro da cultura dos povos deste continente diverso, profundamente unido pelas raízes históricas e por suas diferentes etnias.
 
O festival lança um olhar para a produção cultural destes países a fim de reduzir fronteiras, ampliar horizontes e facilitar a comunicação dos mensageiros artísticos onde seja possível compartir a ética da reciprocidade, a força das ideias e fortalecer o diálogo por meio da cultura. Prioriza a troca entre criadores e público no âmbito da diversidade cultural e social dentro e fora do Brasil.

Assim, durante 10 dias, Santos vai mirar, olhar, hablar, falar e respirar teatro. São 30 espetáculos, 18 produções internacionais e 13 nacionais, que ocupam o SESC Santos, teatros e espaços públicos da cidade, como o Teatro Guarany, o Teatro Coliseu, a Casa da Frontaria Azulejada e o Porto.

Confira a programação no site: http://www.sescsp.org.br/mirada/