Memória da Dramaturgia Brasileira é Tema de Bate-Papo Online

Publicado em: 09/02/2011

A memória da dramaturgia brasileira pode ser pensada por duas perspectivas: primeiro sob o olhar dos dramaturgos que fazem uso da memória e do tempo em suas narrativas e, segundo, sob a perspectiva da ideia de preservação e estudo de um passado dramatúrgico que precisa ser realizado para que referências não se percam.

 

Baseado nessa noção, Luiz Humberto Martins Arantes, doutor em História pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC), pesquisador e professor adjunto na graduação em teatro e na pós-graduação em arte e teoria literária da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), realiza bate-papo online no site da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco, na quinta-feira (10), às 16h.

 

Durante a conversa virtual, Arantes vai abordar a importância da história do teatro brasileiro valorizando fontes de estudo e de publicação do passado teatral no País.

 

Arantes  é membro da Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Artes Cênicas (Abrace), na qual  coordena o grupo de estudos História das Artes do Espetáculo; e, também,  da Associação Brasileira de Literatura Comparada (Abralic).

 

Dentre suas publicações, estão a autoria do livro “Tempo e Memória no Texto e na Cena de Jorge Andrade” (Edt. Edufu, 2008), 13 artigos em periódicos especializados e 39 trabalhos em anais de eventos, além de outros 54 itens de produção técnica. Atualmente, coordena três projetos de pesquisa na área de artes, com ênfase em história da arte.

 

Em suas atividades profissionais, já interagiu com 13 colaboradores em co-autorias de trabalhos científicos. Em seu currículo Lattes, os termos mais frequentes na contextualização da produção científica, tecnológica e artístico-cultural são: teatro, história, cultura, dramaturgia, Jorge Andrade, interdisciplinariedade, memória, educação, teatro brasileiro e artes cênicas.

 

O primeiro bate-papo online do ano foi realizado na última quinta-feira (3) e contou com a participação de inúmeros internautas que discutiram as “Metodologias de Criação em Artes Cênicas” com o convidado Marcus Mota, professor de teoria e história do teatro no departamento de artes cênicas da Universidade de Brasília (UnB).

 

O mote do projeto bate-papo online é compartilhar, abrir espaço de debate e troca de experiências do teatro brasileiro e, assim, levar temas relevantes sobre as artes do palco para o público dos mais diversos estados do Brasil.

 

Como quase tudo no mundo virtual, participar é muito fácil. Basta acessar www.spescoladeteatro.org.br/chat e, em um clique, você tem a possibilidade de esclarecer dúvidas, conhecer mais o trabalho de pessoas que atuam no mercado e aprofundar seus conhecimentos sobre o teatro.  

 

Nessa semana, Luiz Humberto Martins Arantes e a SP Escola de Teatro já têm um encontro marcado e você é nosso convidado. Participe e faça parte dessa história.