Marcio Tito Pellegrini inicia residência artística na Escola

Publicado em: 24/09/2013

A partir de hoje (24), a SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco passa a sediar outra residência artística. Desta vez, quem conduzirá suas pesquisas em uma série de atividades abertas ao público é o aprendiz de Dramaturgia, Marcio Tito.

 

Na ocupação, intitulada “Mostra de procedimentos da tragédia pop em macumba pop para Edward Snowden a partir de ‘Roberto e a filologia das estrelas’”, o artista e sua recém-criada companhia, o Coletivo Teatral Tragédia Pop, aprofundam sua pesquisa em torno do “contemporâneo do contemporâneo”.

 

“Roberto e a filologia das estrelas” (Foto: Divulgação)

 

Em sua primeira montagem, “Roberto e a filologia das estrelas”, o grupo mirou na identidade do ator Roberto Reiniger e em suas idiossincrasias redimensionadas na perspectiva do cosmos. Portador de uma rara síndrome genética, o ator inspirou uma dramaturgia que se propunha a lançar luz ao tempo em que vivemos.

 

Agora, o tema se ampliou para novos horizontes, que levarão a um novo espetáculo, criado durante a residência. “O novo tema é Edward Snowden, delator do sistema estadunidense de espionagem mundial. Após a primeira montagem, o coletivo propõe a expansão das individualidades e a responsabilização de toda a humanidade pelos gestos de um único homem”, afirma Tito. 

 

No encontro de hoje, marcado para as 19h, na Sede Roosevelt da Escola, os artistas farão uma apresentação do projeto e explicarão como se dará o processo de seleção de aprendizes para sua nova montagem, na qual o coletivo pretende mesclar os dois temas. Segundo Tito, Snowden, assim como Roberto, é “um qualquer”, mas que há alguns meses “tornou-se símbolo da luta contra o tráfico de informações e da manipulação articulada pelo mais poderoso governo do planeta”.

 

Serão abertas, ao total, 10 vagas para participar da nova montagem, distribuídas entre as áreas de atuação (5), cenografia e figurino (1), iluminação (1), direção (2) e dramaturgia (1). 

 

O eixo teórico da residência será composto por temas como deep-web, ativismo, ética, tempo, mecanismos de manipulação, universo pop e performatividade. Além das pesquisas autorais do grupo, pensadores que servem de referência são Jean-François Lyotard  (“A condição pós-moderna”) e Arthur Schopenhauer (“A arte de escrever”)

 

A peça terá dramaturgia e direção de Marcio Tito e interpretação de Roberto Reiniger, Felipe Ferraciolli, Murilo Rocha, Paulo Franco, Gabriel Fernandes e Paula Roma como performer convidada.

 

 

Texto: Felipe Del

Relacionadas:

Notícias | 03/ 11/ 2021

Danilo Dal Lago, artista egresso da SP, estreia peça que contrapõe escritor periférico e mercado editorial

SAIBA MAIS

Notícias | 28/ 10/ 2021

Maria Bonomi inaugura obra no Memorial da América Latina que homenageia vítimas da pandemia

SAIBA MAIS

Uncategorised | 01/ 10/ 2021

Festival Satyricine Bijou anuncia vencedores da mostra competitiva e homenageia a atriz e cineasta Helena Ignez

SAIBA MAIS