Mais de 75% dos formados na SP Escola de Teatro estão empregados, indica pesquisa

Publicado em: 30/11/2018

(Clique para aumentar)

Mais de 75% do profissionais formados pela SP Escola de Teatro estão empregados nas áreas das artes do palco, mostram os dados de uma pesquisa realizada pelo Programa Kairós, braço social da Instituição. Os números foram obtidos através de entrevistas feitas entre 2015 e 2018 e reúnem informações de artistas que estudaram na Escola desde a primeira turma, em 2010.

A SP Escola de Teatro, ligada à Secretaria de Estado da Cultura e gerida pela Associação dos Artistas Amigos da Praça (Adaap), é o maior centro de formação em artes cênicas na América Latina. Nela são oferecidos cursos profissionalizantes, todos gratuitos, nas áreas de Atuação, Cenografia e Figurino, Direção, Dramaturgia, Humor, Iluminação, Sonoplastia e Técnicas de Palco. O modelo de ensino aplicado na Escola, referência no País e também replicado na Suíça e na Finlândia, já foi reconhecido com importantes prêmios, como o Shell de Inovação, em 2017.

O levantamento do Kairós revela que 95% dos entrevistados recomendam os cursos regulares da Escola por, entre outros fatores, a excelência de seus profissionais. Dos 323 participantes da pesquisa, 64% afirmam que a imagem da Instituição interferiu positivamente na sua inserção no mercado de trabalho (contra 33% que afirmam não ter interferido e 2% que dizem que a imagem da Escola interferiu negativamente).

>> A pesquisa completa pode ser acessada aqui.

A maioria dos entrevistados recomenda a Escola pela possibilidade de ampliação da rede de contatos profissionais (70%). O segundo critério de recomendação é a excelência dos artistas da Instituição (64%), seguido pela oportunidade de se profissionalizar nas artes do palco (49%).

(Clique para aumentar)

Para o diretor executivo da Escola, Ivam Cabral, o levantamento ratifica o papel social e educacional que motivou a criação da Instituição. “A SP Escola de Teatro foi pensada para suprir uma lacuna na formação técnica e artística de profissionais em São Paulo, para atender à demanda do mercado de trabalho que precisava de artistas com qualidade. Esses números mostram que nossos objetivos vêm sendo alcançado de forma satisfatória. Temos muito orgulho desse processo educacional.”

Outro dado que destaca a qualidade da formação oferecida pela SP Escola de Teatro é o fato de 15% de entrevistados responderem que estão no seu emprego atual por seleção de currículo. É o mesmo número de quem afirma ter sido indicado a projetos ou companhias por intermédio de formadores e colaboradores da Instituição.

Com o resultado da pesquisa é possível perceber ainda o impacto da Escola na formação de profissionais qualificados para atuar no mercado das artes em São Paulo. Mais de 70% dos formados estão trabalhando na capital paulista, outros estão distribuídos pela região metropolitana e em cidades do interior.

A Pesquisa
Durante os três anos em que conduziu a pesquisa, o Programa Kairós também gravou depoimentos em vídeo de estudantes egressos da SP Escola de Teatro sobre o impacto da Instituição em suas carreiras. Confira abaixo as impressões de Andrea Fu (Sonoplastia), Cristiano Alfer (Atuação), Dione Carlos (Dramaturgia) e Thadeu Ibarra (Atuação).















Relacionadas:

Notícias | 29/ 11/ 2021

1º Seminário de Mostra de Estudantes da Quadrienal de Praga de 2023 acontece de 2 a 7 de dezembro no YouTube da SP

SAIBA MAIS

Notícias | 29/ 11/ 2021

22ª edição do festival Satyrianas começa nesta quinta (2); conheça a programação!

SAIBA MAIS

Notícias | 29/ 11/ 2021

Prêmio Arcanjo de Cultura, que tem apoio da SP Escola de Teatro, será em 8/12 no Theatro Municipal: veja indicados de 2021

SAIBA MAIS