Leituras contemporâneas

Publicado em: 12/06/2013

(Foto: Arquivo SP Escola de Teatro)

 

Propiciar aos aprendizes do curso de Direção da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco um exercício cênico a partir da dramaturgia contemporânea foi o objetivo das Leituras Cênicas, propostas por Rodolfo García Vázquez, coordenador do curso, e pela formadora Bernadeth Alves.

 

O exercício, que aconteceu nas noites das quatro últimas segundas-feiras, na Sede Roosevelt da Instituição, consistiu na realização de leituras cênicas de textos de autores contemporâneos, como Heiner Müller, Jean-Luc Lagarce, Jon Fosse, Juan Mayorga, Michel Vinaver e René Pollesch. 

 

“A proposta era que os aprendizes aprofundassem o contato com a dramaturgia contemporânea. São autores reconhecidos em todo o mundo, alguns até inéditos no Brasil”, explicou a formadora, que foi responsável pela orientação do trabalho. Ela também observou que toda a “espetacularização”, da direção até a luz, ficou a cargo dos aprendizes.

 

A quarta e última edição desse projeto aconteceu na noite de segunda-feira (10), quando foram lidos “Cidade Despida”, de René Pollesch, e “A Procura de Emprego”, de Michel Vinaver. A leitura do primeiro texto ilustra a Click! de hoje, cuja foto mostra Carol Guimaris, Rafael Guerche, Reinol Sotolongo e Marina Morena banhados por uma projeção. “Foi um aprendizado bem interessante participar desse processo e ver como a dramaturgia contemporânea é pensada”, diz Guerche.

 

Segundo Bernadeth, esse foi um importante início de projeto, que pode gerar frutos em um futuro próximo. “Concluímos que é muito importante para o aprendiz e para a coordenação. Os aprendizes se depararam com o obstáculo de ler e pensar cenicamente textos de autores contemporâneos. Também serviu para repensarmos o que essa dramaturgia exige do formador”, observa, ressaltando que o exercício pode virar um projeto da Escola.

 

Ao falar em resultado ou conclusão, uma das consequências naturais dessa investigação é a decisão de realizar uma montagem final para arrematar essa etapa de estudos, que será apresentada ao público no dia 12 de julho, a partir das 19h, na Sede Roosevelt da Instituição. O Módulo Azul encenará “Ânsia”, de Sarah Kane, e o Módulo Verde, às 21h, levará à cena “Cara de Fogo”, de Marius von Mayenburg.

 

“Adotaremos o sistema devised, ou seja, os aprendizes serão responsáveis por exercer todas as funções de uma montagem”, explica Bernadeth. A montagem será aberta ao público e gratuita.

 

Serviço

Montagem final: Leituras Encenadas

Quando: Dia 12 de julho, às 19h

Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt

Praça Roosevelt, 210 – Consolação 

Tel.: (11) 3775-8600

Grátis

 

 

Texto: Felipe Del

Relacionadas:

Notícias | 03/ 11/ 2021

Danilo Dal Lago, artista egresso da SP, estreia peça que contrapõe escritor periférico e mercado editorial

SAIBA MAIS

Notícias | 28/ 10/ 2021

Maria Bonomi inaugura obra no Memorial da América Latina que homenageia vítimas da pandemia

SAIBA MAIS

Uncategorised | 01/ 10/ 2021

Festival Satyricine Bijou anuncia vencedores da mostra competitiva e homenageia a atriz e cineasta Helena Ignez

SAIBA MAIS