EN | ES

Lançamento do livro “Oficcina Multimédia – 45 anos”, de Ione de Medeiros, acontece dia 30/3

Publicado em: 28/03/2023 |

Oficcina Multimédia – 45 anos

Oficcina Multimédia – 45 anos, de Ione de Medeiros: lançamento acontece dia 30 de março, na SP Escola de Teatro

Acontece no próximo dia 30, quinta-feira, o lançamento do livro “Oficcina Multimédia – 45 anos”, de Ione de Medeiros. O evento será na Sala Alberto Guzik  (1º andar) na SP Escola de Teatro, sede Roosevelt, das 19h às 21h.

Organizada por Ione de Medeiros, diretora do grupo de teatro desde 1983, a publicação é do selo Lucias, projeto gerido pela Associação dos Artistas Amigos da Praça (Adaap). O selo Lucias tem coordenação de Ivam Cabral, Elen Londero e Marcio Aquiles.

A publicação comemora os 45 anos da trajetória de vanguarda e experimentação da companhia de teatro mineira criada em Belo Horizonte, em 1977. Além de trazer vasta documentação do histórico do grupo e de seu processo criativo, o livro traz amplo material fotográfico.

Em cinco capítulos, Ione de Medeiros – pianista, atriz, figurinista, cenógrafa, curadora, produtora cultural e educadora artística – aborda os trabalhos da companhia entre 2007 e 2022 e traz informações sobre os espetáculos encenados, textos críticos e memórias dos artistas.

Escritoras convidadas – Julia Guimarães, Mônica Medeiros Ribeiro, Telma Fernandes, Leda Maria Martins e Papoula Bicalho – falam sobre as encenações das quais participaram, enquanto Ione traz particularidades e curiosidades de espetáculos como “As últimas flores do jardim das cerejeiras” (2010), “Play it Again” (2012) e “Aldebaran” (2013).

A distribuição do livro será gratuita.

Sobre o Grupo Oficcina Multimédia

O Grupo Oficcina Multimédia pertence à Fundação de Educação Artística desde 1977, quando foi criado pelo compositor Rufo Herrera no Curso de Arte Integrada do XI Festival de Inverno da UFMG. O espetáculo “Sinfonia em Ré-fazer” (1978) inaugurou a linguagem multimeios e, pela primeira vez, levou para o palco os instrumentos de Marco Antônio Guimarães (UAKTI) integrados ao texto, movimento e material cênico. Desde 1983, sob a direção de Ione de Medeiros, o Grupo mantém um permanente trabalho de corpo, voz, rítmica corporal e pesquisa de material cênico, no processo de elaboração de seus espetáculos.

Os diversos espetáculos montados desde então, gradualmente foram configurando o atual perfil do Grupo Oficcina Multimédia, que hoje se define pela consolidação da multiplicidade da informação; pela elaboração não hierárquica entre os diversos elementos da linguagem multimeios; pela flexibilidade na busca de fontes referenciais para as montagens; pela liberdade de expressão criativa sempre fiel à experimentação e ao compromisso com o risco; e por uma concepção de grupo onde o repertório de cada montagem é o resultado da participação criativa de todos integrantes do elenco.

Como resultado, o Grupo conquistou o respeito do público e vários espetáculos montados, estiveram presentes em eventos culturais diversificados, além de representar o país em festivais nacionais e internacionais no Brasil e no exterior. Paralelamente, o Grupo idealiza, promove e participa de vários eventos culturais referentes a diferentes áreas da criação artística como o Verão Arte Contemporânea (desde 2007, o Bloomsday (desde 1990), a Bienal dos Piores Poemas (Literatura- desde de 1998), o Kafé k Cultural (artes plásticas: instalações, vídeo, cinema e palestras – em 2006 ) e o MARP (Movimento de Arte e Reflexão Política – 4 edições no ano de 2006).

O G.O.M. e a Fundação de Educação Artística

O Grupo Oficcina Multimédia, desde sua criação pertence à Fundação de Educação Artística, compartilhando com ela o mesmo espírito de criação e divulgação de artistas verdadeiramente comprometidos com a arte. “Encontrei na Fundação o respaldo para nossa pesquisa cênica abrangente e o suporte para a continuidade de nossas atividades, priorizando na música a fonte geradora de tudo que resultaria na atual linguagem multimeios”, ressalta Ione de Medeiros.

Sobre Ione de Medeiros

Ione de Medeiros nasceu em Juiz de Fora em 1942 e se mudou para Belo Horizonte em 1967. Em 1977, participou da criação do Grupo Oficcina Multimédia da Fundação de Educação Artística, que dirige há 40 anos. Além de diretora, é pianista, atriz, figurinista, cenógrafa, curadora, produtora cultural e educadora artística. À frente do GOM, realizou a montagem de 23 espetáculos, tendo como foco a continuidade da pesquisa multimeios, que envolve o trabalho de corpo, voz, imagem, Rítmica Corporal e material cênico na encenação teatral. Recebeu cinco prêmios, entre eles o Bonsucesso de Melhor Direção, com o espetáculo Zaac e Zenoel. Foi homenageada pelo SESC/SATED MG, pela iniciativa de criação e realização do Verão Arte Contemporânea, e recebeu a Medalha de Honra da Inconfidência de Minas Gerais, pelo conjunto de atividades culturais realizadas como artista e pedagoga. É idealizadora e coordenadora dos eventos culturais Verão Arte Contemporânea, Bloomsday e Bienal dos Piores Poemas que o GOM realiza.




Relacionadas:

Notícias | 24/ 06/ 2024

Estudantes da SP Escola de Teatro apresentam a Mostra de Experimentos do 1º semestre de 2024

SAIBA MAIS

Notícias | 21/ 06/ 2024

SP Escola de Teatro, por meio do Programa Oportunidades, realiza oficinas para jovens da Fundação CASA Rio Tâmisa

SAIBA MAIS

Notícias | 21/ 06/ 2024

Espetáculo “2 Palitos” entra em cartaz em julho na SP Escola de Teatro

SAIBA MAIS