Garanta sua Vaga nos Cursos de Difusão Cultural

Publicado em: 08/02/2011

Com mais de 200 inscritos em apenas três dias, os cursos de Difusão Cultural da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco prometem ser concorridos nesse primeiro semestre de programação.
 

Um dos destaques é o curso “O Teatro de Sombras da China” que, coordenado por Luiz André Cherubini, traz ao Brasil a primeira oficina de teatro de sombras com o artista chinês Liang Jun. Os participantes poderão experimentar o desenho e a confecção de figuras de sombras e conhecer os procedimentos artísticos característicos do teatro de sombras chinês, no estilo de Shaanxi, além de desenvolver a manipulação de sombras chinesas e aprender os truques e os efeitos desse gênero.

 

Ainda no lado oriental do teatro, a pedagoga, pesquisadora, diretora e performer Alice K ministrará “Poéticas da Cena Oriental – A Tradição e o Contemporâneo na Cena Japonesa”, curso que, por meio de experimentos do treinamento de ator e exibição de material documentado e em vídeo, se destina à apresentação do histórico, conceitos e princípios que regem os teatros Nô, Kyogen, Kabuki, Buyô, Bunraku, Rakugo e a dança Butoh.

 

Com temáticas que atingem áreas múltiplas do teatro, os cursos de Difusão Cultural trazem, ainda, o psicanalista Sérgio Zlotnic para ministrar “Interfaces: Teatro, Cultura e Psicanálise”. O curso se utilizará de relatos históricos, fatos traumáticos e a dimensão de fantasia e mentira para dar destaque ao estatuto de verdade contido na ficção e na matéria-prima do trabalho do ator.

 

Já o curso “Utilização Sonora de Objetos e Construção de Instrumentos Musicais Alternativos”, ministrado pelo músico Paulo Afonso, inova e estreia a grade de cursos de Difusão Cultural voltados para músicos, sonoplastas e artistas interessados em som. Dividido em dois módulos, busca incentivar o participante a propor ideias para a experimentação e construção de instrumentos sonoros e musicais para, assim, despertar a apreciação e a escuta crítica de sons produzidos por objetos e materiais não originalmente feitos para sonorizar.

 

Segundo Juliano Casimiro, do setor de Difusão Cultural, a ideia é reconhecer as necessidades do mercado das artes do palco e dialogar com ele, sem, entretanto, gerar dimensões de dependência em relação a esse mercado. “Nosso interesse está para além de oferecer cursos de capacitação profissional, mas sim em disponibilizar aos interessados um campo fértil para que possamos escrever uma história cênica que considere espaços de reflexões teóricas, práticas e laboratoriais”, revela.

 

Os cursos de Difusão Cultural possuem 490 vagas. Corra e garanta seu lugar! As inscrições vão até o dia 18/02 por meio do link. O processo de seleção consiste na análise curricular e carta de interesse. O candidato deve ser maior de 18 anos e possuir Ensino Médio completo.