Espetáculo da Cia. Energós que aborda o mito do Minotauro estreia nesta sexta, 17

Publicado em: 16/09/2021

Estreia nesta sexta-feira, 17, o espetáculo em processo online Cretenses, da Cia Teatral Energós, fundada por João Muniz, artista egresso da SP, em parceria com o diretor Leonardo Antunes e o ator Jean Pierre Kaletrianos.

A trama aborda o mito do Minotauro, uma das histórias mais conhecidas da mitologia grega, e tem como ponto de partida fragmentos de tragédias perdidas de Eurípedes (Kretes e Theseus), traduzidas pela primeira vez para o português, com dramaturgia inédita do premiado escritor brasileiro João Anzanello Carrascoza.

As apresentações intercalam cenas previamente gravadas e editadas com intervenções ao vivo dos atores; e trata dos eventos iniciais do mito: os acontecimentos que levam ao nascimento do Minotauro até o cárcere da criatura, meio touro-meio humana, no labirinto e aborda temas presentes no mito, relacionando-os com a contemporaneidade.

A montagem fica em cartaz até 10 de outubro (sextas e sábados, às 21h; domingos, às 19h) com ingressos disponíveis através da plataforma Sympla.

Sinopse

Quando o rei de Creta morre sem herdeiros, Minos reivindica o trono, que lhe é negado por seus irmãos. Ele, então, pede a Poseidon que envie um sinal de confirmação: um animal vindo do mar que deverá ser sacrificado em agradecimento. Poseidon atende o pedido: faz surgir um touro branco do oceano e Minos assume o poder. Mas o novo rei não cumpre a promessa. Ele se apossa do touro de Poseidon e sacrifica outro animal em seu lugar. Furioso, Poseidon lança um castigo sobre o rei e faz com que sua esposa, Pasífae, dê à luz um monstro: o Minotauro, criatura com cabeça de touro num corpo humano. O rei, tomado pela vergonha, esconde a criatura em um labirinto.

Ficha técnica

Direção e Iluminação: Leonardo Antunes | Dramaturgia: João Anzanello Carrascoza | Direção Musical: Giovana Barros, Jean Pierre Kaletrianos, Leonardo Antunes e Pax Bittar | Cenografia: Leonardo Antunes e Márcia Moon | Figurinos: Miko Hashimoto | Atores: Caroline do Amaral, Elaine Alves, Gustavo Andersen, Gustavo Xella, Heidi Monezzi, Isabela Bustamanti, Isabella Bottan, Jean Pierre Kaletrianos, João Muniz e Júlia Gama | Adereços: Fernando Fedora | Maquiagem: Claudinei Hidalgo | Preparação Musical (percussão – adufe): Valéria Zeidan | Preparação Musical (aquários):Orquestra dos Objetos Desinventados | Treinamento Corporal (kempo): Ciro Godoy e Mavutsinim Santana | Assistência de Iluminação: Tati Miiller | Fotos: Júlia Gama | Identidade Visual: Cláudio Novaes | Design Gráfico: Elaine Alves.

 

 




Relacionadas:

Notícias | 18/ 10/ 2021

Atores e dramaturgos periféricos são destaque no festival de teatro online da Trupe Investigativa Arroto Cênico

SAIBA MAIS

Notícias | 18/ 10/ 2021

Andanças pelo Teatro Mundial: SP entrevista a premiada dramaturga, performer e diretora sul-africana Napo Masheane

SAIBA MAIS

Notícias | 18/ 10/ 2021

O que é auto-teatro?

SAIBA MAIS