Edital para o Processo Seletivo 2014

Publicado em: 14/06/2013

Será divulgado, nesta terça-feira (18), o Edital do Processo Seletivo 2014 da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco, com informações sobre as inscrições, que serão realizadas exclusivamente pela internet, no período de 8 de julho, a partir das 12h, a 2 de setembro de 2013, até as 18h, no site do Instituto Mais. São oito cursos: Atuação, Cenografia e Figurino, Direção, Dramaturgia, Humor, Iluminação, Sonoplastia e Técnicas de Palco.

 

Para se inscrever e disputar uma das 113 vagas, distribuídas entre os períodos matutino e vespertino do primeiro semestre de 2014, os interessados precisam ser maiores de idade (ter 18 anos completos até a data de início das atividades letivas da Escola) e possuir Ensino Médio completo. A taxa para efetuar a participação no Processo Seletivo é de R$ 35 (mas, em certos casos, é possível solicitar a redução de 50% ou até 100% deste valor. Saiba quais são os requisitos para ter acesso a esse benefício no Capítulo 2 do Edital do Processo Seletivo).

 

O Processo Seletivo será realizado em dois momentos. O primeiro, de caráter eliminatório, é composto por dez questões objetivas de múltipla escolha e uma redação, e está previsto para 15 de setembro de 2013. O edital de convocação para a realização das provas do primeiro momento deve ser divulgado em 10 de setembro de 2013.

 

Já o segundo momento, de caráter eliminatório e classificatório, será composto por testes específicos de aptidão, entrevistas, aulas práticas, atividades em grupo, entre outras habilidades próprias para os cursos, aplicadas pelos coordenadores da Instituição. Sua realização ocorrerá somente após divulgação do resultado do primeiro momento. Essa etapa está prevista para acontecer entre os dias 15 de outubro e 23 de novembro de 2013.

 

Conheça um pouco mais sobre cada curso:

I- Atuação 

Coordenador: Francisco Medeiros

O curso de Atuação se destina à formação de atores-criadores. Entenda-se como ator-criador o atuante da cena ao vivo, que alia o caráter propositivo de suas ações ao constante aprimoramento da qualidade de presença.  Está previsto o contato com os fundamentos do trabalho de corpo, voz, análise de textos, através de procedimentos teórico-práticos e em dialogo com as formulações vindas das demais áreas das artes do palco.  Estudos de textos teóricos e experiências práticas acerca da relação do artista contemporâneo com o mundo são a base do trabalho de formação. Enfatiza-se a formação do artista alerta e em permanente prontidão e estado de jogo para confrontar-se e responder criativamente às questões nascidas de sua relação com o ambiente em que vive.

 

 

II – Cenografia e Figurino

Coordenador: J. C. Serroni

Com base em conhecimentos fundamentais da área, o curso de Cenografia e Figurino possibilitará o ingresso profissional nesse universo. O curso, além do teatro, abrangerá também o estudo das cenografias de áreas como cinema, televisão, exposições, eventos, dança, ópera, entre outras. As aulas teóricas e práticas são complementadas por experimentos cênicos e contato com diversos profissionais experientes do setor.

 

III – Direção

Coordenador: Rodolfo García Vázquez

O curso tem como proposta preparar encenadores com visão crítica e ampla sobre a sociedade e o fazer teatral. Formará encenadores que saibam lidar com todos os âmbitos da encenação e ordenar o fluxo de trabalho do processo de criação teatral através de uma expressão teatral singular e oriunda de ações com as outras áreas das artes do palco. Abordará o estudo e a experimentação de diversas linguagens cênicas.  O candidato deverá comprovar experiência de 5 (cinco) anos de atividade teatral por intermédio de um currículo circunstanciado, a ser apresentado na data da entrevista.

 

IV – Dramaturgia

Coordenação: Marici Salomão

O curso se destina à formação de novos dramaturgos, em vários modos de produção textual, dos singulares aos colaborativos. Estimula uma visão crítica sobre o papel do artista no mundo. Equilibra teoria, técnica e prática, incluindo conteúdos que compõem a base de criação para outras mídias. Os textos criados pelos aprendizes são analisados em grupo e em plantões individuais, com dramaturgos especializados, e podem vir a ser publicados, lidos publicamente e/ou encenados.  O curso também oferece estudos teóricos e práticos sobre dramaturgismo.

 

V – Humor

Coordenação: Raul Barretto

O curso de Humor tem como proposta a formação de humoristas e comediantes, capacitando-os para a atuação cômica. O estudo de arquétipos, criação de personagens cômicos e a elaboração de uma dramaturgia cômica são enfatizados no desenvolvimento das propostas práticas e teóricas do curso. Busca-se um ator-criador que contextualize sua obra e compreenda a dimensão histórica da função social do riso. O aprendizado estará sintonizado com o fazer e o saber teatral de seu tempo em diálogo com as outras áreas das artes do palco.

 

VI – Iluminação

Coordenação: Guilherme Bonfanti

O curso tem como proposta qualificar aprendizes interessados na iluminação dentro do âmbito das artes do palco.  Um dos seus propósitos é unir tecnologia de ponta com o que existe de mais artesanal nas maneiras de utilizar a iluminação, ressaltando a criatividade do técnico-artista e as alternativas na concepção de luz. Por meio da educação do olhar, promoverá a aproximação com áreas importantes para a formação do artista da luz, em especial, as artes visuais, o cinema e a música.

 

VII – Sonoplastia

Coordenação: Raul Teixeira

O curso enfatiza conhecimentos ligados à comunicação pelo som visando a prática de criação e execução de trilhas sonoras. Os estudos teóricos e práticos envolvem diferentes meios de produção de som, música, ruídos e corpo. As propostas contemplam áreas como: dramaturgia sonora, teoria musical, tecnologia aplicada ao som e repertório, além de ateliês e práticas sonoras em composição, foley, gravação, edição, desenho de som, mixagem e sonorização de espaços.

 

VIII – Técnicas de Palco (Cenotecnia)

Coordenação: J. C. Serroni

O curso está voltado para a formação do técnico de palco, profissional que trabalha nos bastidores do teatro, auxiliando na construção e funcionamento do espetáculo. O técnico de palco pode atuar como cenotécnico, diretor de cena, contrarregra, aderecista ou maquinista de espetáculos. A formação do profissional contempla teoria e prática em ateliês e a participação em experimentos cênicos. Além dos quatro semestres com aulas presenciais, é obrigatório estágio em teatros e/ou produções artísticas.