Denise Weinberg fala sobre o ofício atual do ator

Publicado em: 03/07/2013

O que significa ser ator hoje em dia? O ator está à procura de quê? O que faz uma pessoa querer ser ator? Questões como essas, bem como uma reflexão geral sobre a formação do ator contemporâneo, movem o bate-papo online que a SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco promove amanhã (4), com a participação de Denise Weinberg.

 

Premiada atriz, diretora e professora, Denise é uma das fundadoras do Grupo Tapa, no qual permaneceu por 21 anos, atuando em praticamente todas as montagens da companhia, com direção de Eduardo Tolentino. Em 2000, deixou o Tapa e passou a trabalhar com outros diretores.

 

No teatro, algumas de suas atuações mais recentes se deram em “Isso é o que ela pensa” (2012), “Balangangueri, o lugar onde ninguém mais ri” (2011), “Quanto tempo da vida eu levo pra ser feliz” (2011) e “A dança final” (2010). Como diretora, montou peças de Strindberg, Paulo Coronato, Newton Moreno, Harold Pinter e Jon Fosse.

 

Paralelamente ao trabalho nos palcos, a artista atua constantemente na televisão (novela “Amor eterno amor”, na Rede Globo) e no cinema (“De pernas pro ar 2”). Também ministra oficinas e já foi artista convidada do curso de Atuação da SP Escola de Teatro.

 

Na conversa virtual, Denise vai dividir um pouco dessa experiência. Participar do bate-papo é simples. Basta acessar o www.spescoladeteatro.org.br/chat na data e horário marcados. 

 

 

Serviço

Bate-Papo Online: Denise Weinberg

Tema: “O ofício do ator nos dias de hoje”

Quando: Quinta-feira (4), das 16h às 17h

Onde: www.spescoladeteatro.org.br/chat

 

 

Texto: Felipe Del