Confira a programação de peças desta semana na SP Escola de Teatro Digital

Publicado em: 05/10/2020

Num híbrido de teatro e cinema à luz de velas e abajur, Cléo de Paris abre na sexta (9) a programação desta semana da SP Escola de Teatro Digital. Em “Desamparos”, dirigida por Fábio Penna, a atriz da Cia Os Satyros apresenta textos próprios e fragmentos de outros autores em meio a elementos da sua infância.

No sábado, às 15h, “Boquinha… E Assim Surgiu o Mundo” acompanha a viagem do menino João Vicente (Orlando Caldeira) que encontra as pesquisas de seu avô escritor. A adaptação do premiado espetáculo infantil de Lázaro Ramos apresenta diversas versões da criação do mundo, segundo a ciência, os cristãos, yorubás, os nerds e a versão do próprio João.

Às 20h, a atriz Maitê Proença revisita sua turbulenta história no espetáculo “O Pior de Mim”, dirigido por Rodrigo Portella. É uma reflexão sobre como a história familiar repercutiu diretamente em sua vida pessoal e carreira, os bloqueios que ela criou por conta desses episódios e tudo o que precisou fazer para se libertar.

Os ingressos podem ser adquiridos pela Sympla neste link. e custam R$ 12,50. A bilheteria será revertida aos artistas participantes – descontada a taxa de manutenção da plataforma – e em cada sessão haverá uma cota de ingressos gratuitos para pessoas em situação de vulnerabilidade social.

SERVIÇO

Sexta – 9/10, 20h

“Desamparos”, com Cléo De Páris e direção de Fábio Penna

Sábado, 10/10, 15h

“Boquinha… E Assim Surgiu o Mundo”, com Orlando Caldeira e direção de Lázaro Ramos e Suzana Nascimento

Sábado – 10/10, 20h

“O Pior de Mim”, com Maitê Proença e direção de Rodrigo Portella




Relacionadas:

Notícias | 21/ 01/ 2022

Agenda Cultural : As melhores dicas para o seu fim de semana

SAIBA MAIS

Notícias | 21/ 01/ 2022

Estudantes de humor da SP mergulham em curiosa e divertida experiência cênica audiovisual; confira!

SAIBA MAIS

Notícias | 21/ 01/ 2022

No mês da visibilidade trans, Coletiva Profanas, com o apoio do Satyros, promove espetáculo de transdramaturgia na casa de cultura do Butantã

SAIBA MAIS