Conferência com um Mestre

Publicado em: 05/11/2010

O segundo e último dia de conferências com artistas-pedagogos russos promovidas pelo Centro Internacional de Pesquisa sobre a Formação em Artes Cênicas (Ecum) em parceria com a SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco lotou o Teatro Aliança Francesa, durante a noite de quinta-feira (4).
 

Dessa vez, quem comandou a palestra foi Anatoli Vassiliev, um dos principais encenadores da Rússia nos últimos 20 anos e responsável pela criação da Escola de Arte Dramática em Moscou.
 

Vassiliev formou-se em direção teatral no Instituto de Artes do Teatro (GITIS) de Moscou, onde foi aluno de Maria Knebel. Depois de sua formatura, dirigiu várias companhias de teatro de Moscou. Em 1987, abriu seu teatro-laboratório The School of Dramatic Art com o espetáculo “Seis Personagens à Procura de um Autor”, de Pirandello. Com esta produção, foi aclamado como um dos diretores de teatro mais interessantes de sua geração. Seus espetáculos participaram dos mais importantes festivais internacionais e seu trabalho pedagógico viajou por diversos países.
 

Convidado para trabalhar como diretor em várias companhias européias, ele realizou projetos artísticos com a Academia Experimental de Artes Teatrais em Paris e com o grupo do Workcenter, de Jerzy Grotowksi e Thomas Ricahrds. Entre 2004 e 2008, trabalhou como Diretor Artístico do Departamento de Direção Teatral na Escola Nacional de Artes e Técnicas de Teatro (ENSATT), em Lyon. Foi nomeado The Emerite Master of Arts of Russia e, na França, Chevalier des Arts et des Lettres, Chevalier des Palmes Academiques, Commandeur des Arts et des Lettres. Em 2008, foi eleito World Amb assador for Theatre para a Unesco.
 

Durante a conferência, Vassiliev apresentou um vídeo com o espetáculo que, segundo ele, foi o precursor da Escola Dramática de Moscou e sua metodologia. Na sequência, respondeu a inúmeras questões levantadas pelos espectadores curiosos, com o auxílio da tradutora Marina Isaeva.
 

As atrizes Natacha Dias e Ana Khiesa, formadas pela ECA/USP comentam que esta é a primeira conferência que assistem com Vassiliev. “Ouvir pessoalmente a reflexão de um mestre gerou uma tradição no teatro e que se renova, isso me encanta. Além disso, ele representa a metodologia que uso”, afirma Natacha Dias.
 

É muito importante para mim ver uma conferência onde há a contextualização do método que utilizo, afirma Cláudia Alvez Fabiano, atriz e orientadora de arte dramática no TUSP de São Carlos. “Como trabalho com um público muito abrangente, essa conferência me traz a possibilidade de ampliar minhas ações e fomentar um espaço diferenciado de produção cultural”, revela.
 

Já o ator Francisco Serpa, também orientador de arte dramática no TUSP, em Bauru, releva que o admira Vassiliev por ser uma referência atuante no teatro e nas questões políticas. “Trata-se de pensar o teatro contemporâneo e vivenciá-lo. Ele é um mestre.”