Cia. dos Viajantes homenageia a morte em cena

Publicado em: 12/03/2015

De tudo o que se pode esperar do futuro, a única certeza é a morte. Pode parecer trágico, mas pontos de vistas diferentes trazem outros conceitos para esse assunto. Assim, “Cadáver”, espetáculo da Cia. dos Viajantes que estreia no próximo sábado (14), na Casa.Livre, propõe uma discussão acerca da ausência, do silêncio, do vazio, podendo ser vista como uma obra-homenagem aos que morreram ou mesmo à morte em si, mas feita por aqueles que ainda sabem pouco sobre ela.
 
Criada a partir da obra “O Cadáver Vivo”, de Lev Tolstói, o drama é aberto com a própria morte iniciando a peça. Quando o público entra no espaço íntimo, com apenas 30 lugares, é convidado a assistir ao jantar da família que tem um lugar vazio à mesa. O relato dos cinco personagens ainda vivos vão construindo múltiplas imagens daquele que morreu. É a partir daí que a experiência se abre, além da casa, trazendo visões da sociedade.
 
A peça é dirigida por Felipe Rocha, que tem como assistente o aprendiz egresso da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco Marcus Vinícius Mazieri Campo. No elenco estão André Haidamus, Marcela Grandolpho, Marô Zamaro, Naiara Soares e Simone Shuba. Com duração de 75 minutos, “Cadáver” está em cartaz aos sábados, às 21h; e domingos, às 20h. Os ingressos podem ser adquiridos diretamente na bilheteria ou pela internet, clicando aqui.

Serviço
“Cadáver”
Quando: de 14 a 29 de março, sábados, às 21h; e domingos, às 20h
Onde: Teatro Casa.Livre
Rua Pirineus, 107 – Campos Elíseos
Ingresso: R$ 20,00 (inteira), R$ 10,00 (meia)
 
Texto: Gabriel Gilio